Outros esportes

História de Lewis Hamilton: de promessa do kart a recordista da F1

Hamilton se consolidou como um dos maiores pilotos da história da Fórmula 1 História de Lewis Hamilton: um dos maiores […]

História de Lewis Hamilton: de promessa do kart a recordista da F1

Foto: Divulgação/F1

Hamilton se consolidou como um dos maiores pilotos da história da Fórmula 1

História de Lewis Hamilton: um dos maiores pilotos da história da F1 é também um dos maiores esportistas dos últimos anos. O britânico coleciona vários recordes na principal categoria do automobilismo.

Lewis Carl Davidson Hamilton nasceu no dia 7 de janeiro de 1985 em uma cidade inglesa chamada Stevenage. De origem humilde, foi estimulado a virar piloto pelo pai, Anthony Hamilton.

A história de Lewis Hamilton começa com o kart ainda criança. E foi aos 11 anos que sua vida começou a mudar, graças ao talento que já chamava atenção. O britânico ganhou a série McLaren Champion of the Future e passou a ficar no radar da equipe McLaren.

Dois anos depois, o piloto assinou um contrato inicial com a McLaren. A esta altura, a promessa do kart já havia impressionado Ron Dennis, ex-chefe da equipe de Fórmula 1. Aos 15 anos, ele ganhou um campeonato europeu de kart tendo pilotado a última corrida com o braço quebrado.

Além do kart, Lewis Hamilton correu na Fórmula Britânica Renault Winter Series e Fórmula 3. No fim de 2006, foi anunciado pela McLaren como um dos pilotos da equipe para a temporada de 2007. Era o início de uma história vencedora na F1.

O primeiro campeão negro da F1

F1: Piloto da Mercedes na Fórmula 1, Lewis Hamilton, à frente da bandeira do Reino Unido
Divulgação/Mercedes-AMG PETRONAS F1 Team

A missão de Lewis Hamilton na primeira temporada na F1 não foi fácil. Ele teve como companheiro de equipe o espanhol Fernando Alonso, que era o atual bicampeão mundial. Mas ele não se intimidou e travou uma batalha pelo título.

A McLaren tinha o melhor carro do grid, mas a disputa entre Hamilton e Alonso atrapalhou a dupla e a McLaren. E o título acabou sendo conquistado por Kimi Raikkonen, na época na Ferrari. O resultado final foi impressionante: Raikkonen ganhou 110 pontos, enquanto que Hamilton e Alonso terminaram empatados com 109.

Em 2008, Hamilton viu Alonso deixar a equipe, após reclamar de um suposto tratamento diferenciado a favor do britânico. O finlandês Heikki Kovalainen foi o substituto do espanhol. E sem um companheiro de equipe que pudesse lutar pelo posto de piloto número 1 do time, Hamilton teve um caminho mais fácil na disputa pelo título.

O principal adversário de Lewis Hamilton em 2008 foi o brasileiro Felipe Massa. Após uma temporada de intensos duelos entre os dois, Massa cruzou a linha de chegada da última corrida do ano, o GP de Interlagos, como campeão mundial.

Mas Lewis Hamilton ultrapassou o alemão Timo Glock a poucos metros do fim da prova e, ao chegar em 5º, acabou “roubando” o título de Massa, que já estava sendo comemorado até mesmo pela equipe Ferrari. O primeiro título de Lewis Hamilton foi histórico para a categoria. Pela primeira vez, um piloto negro conseguiu ser campeão mundial de F1.

O britânico continuou na McLaren até 2012. Mas como a equipe não conseguiu mais desenvolver um carro competitivo como em 2008, Hamilton ficou distante da luta pelo título nesse período.

Em 2013, ele foi para a Mercedes, equipe pela qual ela pilota até hoje. E foi nela que o britânico subiu de patamar. De 2014 a 2020, a Mercedes dominou a F1 com um carro bem mais veloz e confiável do que os adversários. Nesses sete anos, Hamilton foi campeão seis vezes e impressionou o mundo se transformando no maior recordista da categoria.

Um dos dois maiores campeões da história

Quando Michael Schumacher anunciou aposentadoria das pistas, pouca gente imaginava que algum dia alguém poderia quebrar os recordes do alemão. Coube a Lewis Hamilton desafiar a lógica e estabelecer novas marcas na F1.

O mais importante recorde da F1 é o de títulos conquistados. Em 2020, Lewis Hamilton conseguiu igualar a façanha de ser sete vezes campeão mundial. Essa marca foi estabelecida por Schumacher em 2004.

O Alemão foi campeão em 1994, 1995, 2000, 2001, 2003, 2003 e 2004. Lewis Hamilton ganhou os Mundiais de 2008, 2014, 2015, 2017, 2018, 2019 e 2020.

Em 2021, Hamilton chegou à última prova do ano empatado em número de pontos com Max Verstappen e liderou toda a corrida. A 5 voltas do fim, ele estava ganhando o octacampeonato.

Mas um acidente mudou o curso da história de Lewis Hamilton. Com a entrada do carro de segurança, Verstappen conseguiu trocar os pneus e fazer a ultrapassagem na relargada, na última volta da corrida.

O maior vencedor de corridas de todos os tempos

Lewis Hamilton, Grand Prix of Abu Dhabi, Yas Marina Circuit, 23 November 2014. Lewis Hamilton after

História de Lewis Hamilton: Ninguém venceu tantas corridas quanto Lewis Hamilton. O piloto britânico ganhou 103 provas, 12 a mais que o antigo dono do recorde. Michael Schumacher tem 91 bandeiras, número que parecia ser impossível de ser alcançado. O alemão Sebastian Vettel, que é o terceiro maior vencedor de corridas, ganhou 53 provas. 

Para se ter uma ideia do feito de Hamilton, o piloto britânico tem, sozinho, mais vitórias do que todos os outros pilotos brasileiros juntos. O Brasil ganhou 101 provas, sendo 41 com Ayrton Senna, 23 com Nelson Piquet, 14 com Emerson Fittipaldi, 11 com Rubens Barrichello, 11 com Felipe Massa e 1 com José Carlos Pace.

Subir no pódio virou rotina para a história de Lewis Hamilton

Além das 103 vitórias, a história de Lewis Hamilton chegadas em 2º ou 3º outras 88 vezes. Com 191 no total, o piloto britânico também é recordista de pódios. Schumacher é o segundo colocado, com 155.

Este ano, o piloto britânico ainda não subiu no pódio. Nas duas corridas disputadas até o momento, ele chegou em 5º duas vezes. No ano passado, em 18 provas disputadas, ele conseguiu nove pódios, número baixo para a média das temporadas anteriores.

Em 2015, por exemplo, das 19 provas disputadas, Lewis Hamilton somou 17 pódios. Em 2018, foram 17 pódios em 21 corridas. Mas o declínio não se deve ao piloto, e sim à queda de rendimento do carro Mercedes, observada desde o ano passado.

 

COMPARTILHE

Bombando em Outros esportes

1

Outros esportes

F1: na Ferrari a partir de 2025, Lewis Hamilton quer repetir trabalho de diversidade feito na Mercedes

2

Outros esportes

Tênis: João Fonseca vence chileno, avança às quartas e faz história no Rio Open

3

Outros esportes

F1: equipes iniciam pré-temporada com testes no Bahrein

4

Outros esportes

NBA: LeBron James revela que aposentadoria “está chegando”

5

Outros esportes

F1 e FIA se posicionam sobre caso Horner, chefe da RBR investigado por ‘conduta imprópria’