Outros esportes

Diferenças entre F1 e Indy: velocidade dos carros, formatos de corridas, sistemas de pontos e outras comparações

Conheça mais sobre as principais modalidades do automobilismo Quais são as diferenças entre F1 e Indy? A F1 é a […]

GP de Xangai de Fórmula 1 - F1 - diferenças entre F1 e Indy

Divulgação/F1

Conheça mais sobre as principais modalidades do automobilismo

Quais são as diferenças entre F1 e Indy? A F1 é a principal categoria do automobilismo mundial. A Fórmula Indy não é tão badalada, nem conta com um investimento tão alto, mas também é bastante popular.

Para muita gente, as duas categorias são muito parecidas. Mas existem várias diferenças entre elas. Neste artigo, vamos descobrir as características próprias da F1 e da Fórmula Indy, em que aspectos elas se parecem e em que pontos são bem diferentes.

Carros são parecidos, mas não iguais

Os carros na F1 são concebidos a partir de conceitos tecnológicos ultramodernos. Cada detalhe é feito para garantir estabilidade e, principalmente, velocidade. O que for preciso fazer para garantir um milésimo de segundo a mais de velocidade, será feito.

O problema é que essa busca por desempenho, claro, custa caro. Um carro de Fórmula 1 usa cerca de 14.500 peças. O preço total de um veículo é de R$ 78 milhões. Só o volante custa R$ 260 mil. O motor e o câmbio custam, juntos, R$ 1,1 milhão.

O carro da Fórmula Indy é parecido visualmente com o da Fórmula 1. Mas existem várias diferenças, claro. Uma delas é o peso, que varia de 701kg a 714kg. Na F1, o peso é de aproximadamente 728kg.

O tamanho dos carros também é diferente. Na Indy, o comprimento mínimo é de 5,13m. Na F1, os carros cresceram bastante nos últimos anos. Hoje em dia, o comprimento chega a 5,70m.

Velocidade na Indy é ainda maior

Um dos grandes atrativos da F1 é a velocidade dos carros. Quem assiste às corridas pessoalmente tem dificuldade para acompanhar os veículos com os olhos quando eles passam. Mas na Fórmula Indy, a rapidez é ainda mais impressionante.

O recorde de velocidade na F1 pertence ao piloto britânico Lewis Hamilton. Em 2020, o heptacampeão mundial chegou a 264 km/h durante o treino classificatório para o Grande Prêmio de Monza. Outros pilotos já romperam a barreira dos 250 km/h.

indy

Na Fórmula Indy, o recorde pertence a um piloto brasileiro. No ano de 2000, Gil de Ferran conseguiu chegar a 388 km/h, também em um treino classificatório. De forma extra-oficial, há quem considere que o recorde é de Paul Tracy, que em 1996 teria atingido 413 km/h. Mas esta velocidade não foi confirmada na época.

Mas há uma ressalva que precisa ser feita. Apesar de atingirem maiores velocidades, os carros da Indy não são, necessariamente, mais velozes. Os circuitos da Indy, em sua maioria ovais, favorecem velocidades mais altas. Na F1, a maioria das pistas são feitas com muitas curvas. Além disso, nos carros da F1 a aceleração dos carros de F1 é mais rápida. 

Pontuação é uma das maiores diferenças entre F1 e Indy

Na F1, ganham pontos os dez primeiros ao fim de cada prova. O primeiro lugar recebe 25 pontos, o segundo ganha 18, o terceiro fica com 15. O 10º colocado ganha um ponto. Também é dado um ponto extra para quem fizer a volta mais rápida da corrida.

Na Indy, quem ganhar a corrida recebe 50 pontos. O segundo colocado soma 40 pontos e o terceiro recebe 35. A diferença mais importante é que todos os pilotos que terminarem a corrida, independentemente da posição, recebem alguma pontuação, cujo menor valor é 5.

Corrida e fórmula de disputa: como são disputados os campeonatos

Na F1, a corrida termina quando os pilotos completam a distância de 305 km. Por isso, o número de voltas varia conforme o circuito. Quanto menor, mais voltas serão dadas. Mas existe um limite de tempo. Após duas horas, a corrida é encerrada, mesmo que não tenha atingido os 305 km.

Na Fórmula Indy, o limite das provas de rua também é de duas horas de duração para cada corrida. Mas nos circuitos ovais, que são maioria no calendário, não há limite de tempo para as provas.

Outra diferença importante é sobre a distribuição das provas. O campeonato de F1 é mundial, com corridas espalhadas em todos os continentes. A Indy é predominantemente norte-americana.

Embora pilotos de vários países possam competir na Indy, a maioria das provas são disputadas nos Estados Unidos. Não há, neste caso, a ideia de percorrer vários países do mundo, contemplando todos os continentes.

 

COMPARTILHE

Bombando em Outros esportes

1

Outros esportes

Tênis: João Fonseca vence chileno, avança às quartas e faz história no Rio Open

2

Outros esportes

F1: equipes iniciam pré-temporada com testes no Bahrein

3

Outros esportes

NBA: LeBron James revela que aposentadoria “está chegando”

4

Outros esportes

F1 e FIA se posicionam sobre caso Horner, chefe da RBR investigado por ‘conduta imprópria’

5

Outros esportes

Liga das Nações de Vôlei terá 18 seleções a partir de 2025