O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Vasco

Roberto Dinamite, maior ídolo da história do Vasco, morre aos 68 anos

Roberto Dinamite, ex-Vasco
Divulgação/CRVG

Ex-atacante também foi presidente do Vasco

Este domingo marca mais um dia triste no futebol brasileiro. Morreu Roberto Dinamite, maior ídolo da história do Vasco da Gama e ex-presidente do clube, maior artilheiro da história do Campeonato Brasileiro e com passagem marcante na Seleção Brasileira. Aos 68 anos, o ex-atacante e ex-político tinha 68 anos e vinha tratando de um tumor no intestino.

A morte de Roberto Dinamite

O óbito de Roberto Dinamite foi confirmado ainda na manhã deste domingo. O ex-jogador lutava contra o tumor no intestino desde o fim de 2021, mas sofreu uma piora recente no quadro e foi internado na última quinta-feira, no Hospital da Unimed, no Rio de Janeiro.

Nascido em abril de 1954, em Duque de Caxias, Carlos Roberto de Oliveira fez a base no Vasco da Gama e logo se tornou peça de destaque. Sua chegada ao Cruzmaltino foi em 1969, quando ele ainda tinha 15 anos. Mas o apelido Dinamite só viria em 1971, quando da sua estreia no time principal do Alvinegro. À época, o Jornal dos Sports trouxe em sua manchete: “Garoto-dinamite explodiu”.

A carreira de Roberto Dinamite

Aquela vitória do Vasco sobre o Inter por 2×0 foi o 1º dos 1.110 jogos e do 708 gols que ele fez com a camisa vascaína. Como profissional, ele vestiu a camisa do Vasco da Gama entre 1971 e 1992. Nesse meio-tempo, ele ainda teve passagens breves por Barcelona, Portuguesa e Campo Grande-RJ.

Além disso, ele ainda somou 47 jogos e 26 gols com a camisa da Seleção Brasileira, participando de duas Copas do Mundo. Falando em títulos, ele foi bicampeão brasileiro e hexacampeão carioca. Isso além de uma série de conquistas individuais, como duas artilharias do Brasileirão e duas da Copa América.

Após pendurar as chuteiras, Dinamite teve uma carreira política, sendo vereador do Rio de JAneiro (1993-1994) e deputado estadual do Rio ao longo de cinco mandatos (1995-2015). Nesse tempo, ele também ocupou a presidência do Vasco da Gama, em um período de altos e baixos na história vascaína, entre 2008 e 2014.

Roberto Dinamite também foi homenageado em vida. No último dia 28 de abril, o ídolo vascaíno foi eternizado no estádio São Januário com uma estátua, inaugurada em uma dia de grande festa e celebração para o Vasco da Gama. Agora, poucos meses depois, Dinamite se despede, mas seguirá eternamente abençoando o estádio cruzmaltino.

Roberto Dinamite, ídolo do Vasco da Gama

Daniel Ramalho/CRVG

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Mercado

Atacante de 33 anos estava no futebol chinês O atacante Henrique Dourado tem um novo clube para a sequência da sua carreira. Nesta terça-feira, o...

Flamengo

Treinador argentino evita falar em reforços e garante foco em recuperar time na La Liga e Champions League O técnico Jorge Sampaoli tem o...

Mercado

Peruano terá 1ª experiência no país O dia está agitado para o Racing Club. Depois de garantir o título da 1ª edição da Supercopa da...

Futebol

Último clube do treinador foi o Atlético-GO, em 2020 Após três anos longe da área técnica, o treinador Cristóvão Borges está de volta ao futebol....