O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Palmeiras

O Palmeiras não tem Mundial? Entenda de uma vez por todas essa história

Taça do Mundial de Clubes da Fifa

Saiba mais sobre uma das grandes polêmicas do futebol brasileiro

O Palmeiras não tem mundial? A dúvida é motivo de piada entre os adversários. Torcedores de São Paulo, Santos e Corinthians se unem em torno da brincadeira porque os outros 3 times considerados grandes do estado já foram campeões mundiais. Mas os palmeirenses garantem que a equipe alviverde também foi.

Para entender melhor essa história, é preciso voltar para o ano de 1951. Isso mesmo, faz tempo. É nesse ponto da história que a polêmica começa. Continue lendo este texto do Jogo Hoje e entenda tudo em torno da afirmativa: o Palmeiras não tem mundial.

O Palmeiras não tem mundial: onde tudo começou

Há 71 anos, 1 ano depois de o Brasil perder a Copa do Mundo para o Uruguai, em pleno Maracanã, foi discutida a realização de um grande torneio de clubes no Brasil.

A Confederação Brasileira de Desporto teria se reunido com o presidente da Federação Italiana de Futebol e secretário-geral da Fifa, Ottorino Barassi, para planejar o formato da competição. A ideia era agradar os brasileiros, que ainda estavam de luto com o Maracanaço.

O nome oficial da competição é “Torneio de Clubes Campeões de 1951”. Mas ela ficou conhecida como Copa Rio 1951 ou Copa Rio por ter sido patrocinada pela Prefeitura do Rio de Janeiro. Apesar do nome, alguns jogos também foram disputados em São Paulo.

Equipes de Palmeiras e Juventus, em 1951, no início de torneio realizado pela CBD

Palmeiras não tem mundial: Copa Rio 1951 teve 2 brasileiros e 6 estrangeiros

A Copa Rio 1951 contou com a participação de 8 clubes. Todos foram convidados. Muitos entraram nas vagas de equipes que haviam sido chamadas anteriormente, mas recusaram o convite.

Após muitas negociações, participaram da Copa Rio: Juventus (campeã italiana), Sporting Lisboa (campeão português), Estrela Vermelha (campeão da Copa da Iugoslávia), Áustria Vienna (campeão austríaco), Nice (campeão francês), Nacional de Montevidéu (campeão uruguaio), Palmeiras e Vasco.

Foram chamados 2 times brasileiros para que cada sede tivesse um representante. Os jogos foram disputados em São Paulo e no Rio de Janeiro. O Palmeiras entrou por ser campeão paulista. E o Vasco era o campeão carioca.

Palmeiras se impôs no pacaembu até poder jogar no Maracanã

O Palmeiras ficou no Grupo B da Copa Rio 1951. Junto com ele, Juventus, Nice e Estrela Vermelha jogaram 1 vez entre si para definir 2 clubes que passariam para a semifinal. As partidas foram disputadas no Pacaembu. A Juventus ficou em 1º lugar e o time brasileiro passou em 2º.

No Grupo A, os jogos foram disputados no Maracanã. O Vasco foi o líder e o Austria Vienna ficou em 2º lugar. Nacional e Sporting foram eliminados. Assim, Vasco e Palmeiras disputaram uma semifinal, no Maracanã. Juventus e Austria Vienna se enfrentaram no Pacaembu.

No jogo de ida, o Palmeiras venceu o Vasco por 2 a 1. Na 2ª partida, as equipes empataram em 0 a 0. E o Palmeiras se classificou para disputar a final contra a Juventus. O time italiano eliminou o Austria Vienna. O curioso é que na fase de grupos o Palmeiras perdeu para a Juventus por 4 a 0. Foi a única derrota do time brasileiro na competição.

Por que título do Palmeiras de 51 não passa na TV e como ver estas imagens - 29/05/2020 - UOL Esporte

O emocionante título do Palmeiras na Copa Rio contra a Juventus

Os 2 jogos da final da Copa Rio de 1951 foram disputados no Maracanã. O 1º duelo aconteceu no dia 18 de julho de 1951. Diante de 56.961 torcedores, o Palmeiras venceu a Juventus por 1 a 0. O gol da vitória foi marcado por Rodrigues aos 20 minutos.

O jogo de volta aconteceu no dia 22 de julho. O público anunciado no Maracanã foi de 100.093 pessoas. A multidão viu o Palmeiras empatar em 2 a 2 com a Juventus e levantar a taça.

A Juventus começou ganhando. Aos 18 minutos, Praest fez 1 a 0. Rodrigues deixou tudo igual aos 3 minutos do 2º tempo. Karl Hansen fez 2 a 1 para a equipe italiana aos 9 minutos da segunda etapa. Mas Liminha fez o gol que garantiu o título ao Palmeiras, aos 33 minutos da 2ª etapa.

Palmeiras comemora 70 anos da conquista da Copa Rio de 1951 | palmeiras | ge

Fifa já disse que a Copa Rio não era Mundial, mas depois mudou de ideia

Mas finalmente, o título do Palmeiras da Copa Rio de 1951 valeu como Mundial ou não? É uma pergunta difícil de ser respondida. Porque a própria Fifa já teve posicionamentos divergentes.

A Copa Rio de 1951 foi organizada com o objetivo de ser a 1ª competição reunindo equipes de mais de um continente. E na época, o torneio ganhou status de Mundial de Clubes. O problema é que a Copa Rio foi organizada pela antiga CBD, mas não teve a chancela da Fifa. Por isso, oficialmente, não era um Mundial de clubes.

As contradições da Fifa

Por mais de uma vez, a Fifa declarou, em comunicado, que só considera como mundiais de clubes as competições organizadas pela entidade. Ou seja, entram na lista o campeonato de 2000 e os disputados desde 2005.

Por essa lógica, não seriam considerados campeões mundiais os times que ganharam a Copa Intercontinental, torneio tradicional disputado de 1960 a 2004. Essa competição era disputada entre os campeões da Liga dos Campeões e da Libertadores. Durante décadas, o campeão desse torneio era considerado o campeão mundial de clubes.

Santos e São Paulo ganharam, cada um, 2 vezes nessa competição. Flamengo e Grêmio conquistaram, cada um, 1 vez o título. Todos eles são considerados campeões mundiais sem muitos questionamentos sobre essas conquistas.

O problema é que a Fifa costuma se contradizer. E já considerou, algumas vezes, a Copa Rio de 1951 um mundial de clubes. Este ano a Fifa publicou no seu site uma matéria que falava sobre os feitos do Palmeiras.

A matéria afirmou: “Um campeonato mundial havia sido sonhado e discutido por anos por alguns dos maiores artilheiros do futebol, entre eles Jules Rimet, Ottorino Barassi e Stanley Rous – e finalmente foi marcado para 1951 no Brasil”.

Resumindo, a Copa Rio de 1951 foi pensada para ser um Mundial de Clubes, foi tratada como tal e festejada pela torcida do Palmeiras como se fosse. Historicamente, a Fifa recusa o status de Mundial de Clubes. Mas esporadicamente assume que foi um torneio intercontinental de clubes. Se esta for a linha de raciocínio, o Palmeiras tem, sim, um Mundial.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Série B

Um dos maiores campeonatos de eSports do mundo, no Warzone é palco de diversos casos de hackers, sendo um deles até o campeão

Futebol Internacional

Curtis “Toyz”, campeão do Worlds com a Taipei Assassins em 2012, foi preso acusado de tráfico de drogas no Taiwan

Futebol Internacional

A desenvolvedora do jogo Riot Games anunciou novas medidas de penalidades para jogadores AFK nas partidas de LoL

Barcelona

Novo vínculo do maior jogador de todos os tempos com a T1 foi inspirado no retornou do astro a NBA em 1995