O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Fluminense

Fluminense e Austrália? Entenda a parceria da base do Flu com universidade internacional

Fluminense e Austrália? Entenda a parceria da base do Flu com universidade internacional
Foto: Leonardo Brasil/Fluminense

Tricolor recebeu pesquisadores do país da Oceania para realização de estudos que prometem melhorias nos treinos da base

Qual a relação entre Fluminense e Austrália? Nenhuma até essa última semana. Isso porque o clube estabeleceu uma parceria entre suas categorias de base (especificamente o Sub-17) com a Universidade de Queensland, no país da Oceania.

O Tricolor virou objeto de estudo de 3 pesquisadores vindos da Universidade australiana, como meio de acelerar e aumentar a precisão na identificação de jovens talentos para suas categorias de base.

Fazem parte do projeto o professor Dr. Robbie Wilson, que comanda a pesquisa, junto aos cientistas de dados Dr. Nicholas Smith e Dr. Jun Tong.

Nesta parceria entre Fluminense e Austrália, especialistas estabelecem atividades a serem realizadas pelos atletas, onde possam aplicar fundamentos do futebol e para que a evolução dos atletas do Tricolor nesses treinamentos seja ainda maior.

“Avaliamos a performance individual de cada jovem, medindo habilidades, técnicas e capacidade física, o que nos possibilita vê-lo de forma ainda mais específica. Os métodos que desenvolvemos ajudam a identificar os atletas em destaque e gerar um feedback sobre os próprios”, disse o doutor Robbie Wilson ao site oficial do Flu.

Esse intercâmbio entre Fluminense e Austrália, na figura dos pesquisadores da Universidade de Queensland, gerará relatórios que ficarão disponíveis à comissão técnica do Sub-17. A intenção é aprimorar ainda mais os processos de trabalho para desenvolvimento dos garotos de Xerém.

Fluminense e Austrália? Entenda a parceria da base do Flu com universidade internacional

A relação entre Fluminense e Austrália começou com um intercâmbio que promete bons frutos. Foto: Leonardo Brasil/Fluminense

Fluminense e Austrália: Pesquisador enaltece os garotos de Xerém

Com vasta pesquisa em clubes de 3 continentes diferentes (Europa, Ásia e América), Dr Wilson afirmou que, dentre os grupos que ele trabalhou, o sub-17 de Xerém é o melhor de todos.

“Trabalhei com equipes da Europa, Ásia e América do Sul, mas esse grupo é o melhor que já vi. Tecnicamente, é claro, mas porque aqui em Xerém os jogadores, além de talentosos, amam seu trabalho”, afirmou.

“Eles contam, em geral, com uma boa estrutura e expressam sua personalidade, encorajados pelos treinadores. É raro e me parece algo específico de um clube tradicionalmente formador como o Fluminense”, completou.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Série B

Agênica Brax pagará R$ 210 milhões e vai negociar com emissoras Depois de uma grande indefinição após o fim do contrato com a Rede...

Mercado

Atacante de 33 anos estava no futebol chinês O atacante Henrique Dourado tem um novo clube para a sequência da sua carreira. Nesta terça-feira, o...

Tombense

Time anunciou trio de reforços para a Série B Montando um elenco de peso para a disputa da Série B, o Tombense contrata Egídio,...

Flamengo

Treinador argentino evita falar em reforços e garante foco em recuperar time na La Liga e Champions League O técnico Jorge Sampaoli tem o...