O que você está procurando?

Futebol

Germán Cano: trajetória do artilheiro do Fluminense

Germán Cano: trajetória do artilheiro do Fluminense
Foto: Marcelo Gonçalves/FFC

Saiba mais sobre a história do atacante Germán Cano

Germán Cano: um dos maiores atacantes do futebol brasileiro é um jogador argentino. A frase pode parecer estranha, mas basta lembrar o nome desse atleta que ninguém vai contestar a afirmação: Germán Cano, artilheiro e ídolo do Fluminense.

Germán Ezequiel Cano Recalde nasceu no dia 2 de janeiro de 1988 em Lomas de Zamora, um município localizado na província de Buenos Aires.

Cano foi revelado pelo Lanús, um clube de futebol que tem o mesmo nome da cidade onde ele está sediado.

A carreira no futebol profissional começou em 2008. Naquele ano, Germán Cano estreou no time principal do Lanús. Mas a verdade é que ele não teve muitas oportunidades e foi obrigado a procurar outro clube.

Depois de sair do Lanús, Germán Cano passou por outros dois clubes argentinos: Chacarita Jrs e o Colón. Nos dois times, Cano não conseguiu se firmar.

No Chacarita Jrs, chegou a atuar no meio de campo, mas não rendeu o esperado.

Em 2011, decidiu se reinventar. Sem espaço na Argentina, foi buscar chances em outros países. A decisão parecia arriscada, mas mudou sua carreira. A primeira parada do atacante foi a Colômbia.

O jogador argentino foi para o Deportivo Pereyra, um clube modesto na Colômbia. Lá, ele marcou 9 gols em 18 jogos. O rendimento já foi bem melhor do que suas atuações nos clubes argentinos.

Em 2012, Germán Cano foi para o Nacional do Paraguai, mas a passagem foi tão curta que pouco se sabe sobre ela.

No mesmo ano, uma nova troca de clube alavancou de vez a carreira do atacante. O jogador argentino voltou ao futebol colombiano, desta vez para defender o Independiente de Medellín.

Na Colômbia, finalmente o artilheiro desencantou

A segunda passagem de Germán Cano pelo futebol colombiano não serviu apenas para aumentar o currículo internacional do atleta. Uma mudança de posicionamento em campo foi fundamental para fazer de Cano um temido artilheiro.

Assim que chegou ao Independiente de Medellín, Cano foi deslocado da ponta para o meio, ficando mais centralizado e passando a atuar como centroavante. Enfim, o argentino se achou em campo.

Em três temporadas no  Independiente de Medellín, Germán Cano marcou 54 gols em 99 jogos. Ou seja, uma média de quase um gol a cada duas partidas. Seu desempenho fez com que ele passasse a ser observado por clubes de outros países.

E foi assim que ele se transferiu para o futebol mexicano. O atacante foi contratado pelo Pachuca e em seguida foi emprestado para o León. Mas uma contusão deixou o argentino sem ritmo de jogo. E assim, ele voltou para o  Independiente de Medellín.

Mas não foi uma volta qualquer. De volta à Colômbia, ele recuperou o faro de gol. Contando com os gols da primeira passagem, ele balançou as redes 124 e se tornou o maior artilheiro da história do clube colombiano.

Primeira parada no Brasil: Vasco da Gama

Foi com o status de ídolo do  Independiente de Medellín que Germán Cano foi contratado pelo Vasco, em 2020. Não demorou muito para ele se firmar como um dos principais jogadores do time carioca.

A fase do Vasco não era boa. Tanto que o time foi rebaixado à Série B. E em 2021, a equipe carioca não conseguiu voltar à Primeira Divisão do Brasileirão.

Mesmo assim, Cano foi poupado de críticas. Ele deixou São Januário com 43 gols em 101 jogos.

Valorizado, o atacante argentino passou a ser cobiçado por outros clubes brasileiros. E quem acabou levando o atacante foi o Fluminense.

No Fluminense, Germán Cano virou o artilheiro do Brasil

No início do ano passado, Germán Cano começou sua trajetória no Fluminense. E surpreendeu até mesmo os mais otimistas. O atacante marcou 54 gols em 79 jogos disputados em 2022. Isso significa que foi o maior artilheiro do futebol brasileiro no ano e o 4º maior do mundo.

Com tantos gols marcados no ano passado, a expectativa para este ano era imensa.

E até o momento Cano vem correspondendo. Já são 24 gols em 24 partidas, o que dá uma impressionante média de um gol por jogo. Juntando as duas temporadas, já são 68 gols em 95 jogos.

A cada gol marcado, a mesma comemoração, que virou sua marca registrada: sempre que balança a rede, Cano faz um gesto com dois dedos formando a letra L. A comemoração é uma homenagem ao filho Lorenzo.

Germán Cano comemora gol com torcida ao fundo

Fluminense atropela o Volta Redonda e conta com atuação de gala de Germán Cano. Foto: Mailson Santana/Fluminense

Mais notícias e informações quentinhas sobre futebol e outros esportes você vê no Jogo Hoje

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Série B

Agênica Brax pagará R$ 210 milhões e vai negociar com emissoras Depois de uma grande indefinição após o fim do contrato com a Rede...

Mercado

Atacante de 33 anos estava no futebol chinês O atacante Henrique Dourado tem um novo clube para a sequência da sua carreira. Nesta terça-feira, o...

Tombense

Time anunciou trio de reforços para a Série B Montando um elenco de peso para a disputa da Série B, o Tombense contrata Egídio,...

Flamengo

Treinador argentino evita falar em reforços e garante foco em recuperar time na La Liga e Champions League O técnico Jorge Sampaoli tem o...