O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Fora de Campo

Vasco promove amistoso, recebe família de Moïse e lança manifesto de defesa de imigrantes

Vasco promove amistoso com refugiados e recebe família de Moise

Neste domingo, o estádio de São Januário foi palco de um amistoso entre uma seleção de refugiados e uma seleção de brasileiros. O evento, promovido pelo Vasco, foi em homenagem ao congolês Moïse Kabagambe, assassinado no Rio de Janeiro no mês passado. A família dele esteve presente.

Os dois times entraram no campo de São Januário com faixas e nas camisas a hashtag #JustiçaPorMoise. A família de Moïse entrou em campo e fez um tour pelo estádio, onde conheceu a história do Vasco na luta contra o racismo e o preconceito.

Confira, abaixo, o manifesto na íntegra:

“MANIFESTO EM DEFESA DOS IMIGRANTES E REFUGIADOS

As migrações são tão antigas quanto a humanidade. Desde os primórdios, pessoas se

movimentam entre regiões, países e continentes, com diferentes motivações, ambições e dores particulares, buscando vidas melhores, estabilidade ou, tão simplesmente, resguardar suas vidas e a dos seus familiares.

As migrações sempre contribuíram para o avanço da humanidade. O enriquecimento cultural e a economia são diretamente beneficiados pelas movimentações populacionais, e o Club de Regatas Vasco da Gama é testemunha de tal realidade.

Criado em 1898, o Vasco era tido como um clube de colônia – com orgulho. Portugueses radicados no Rio de Janeiro, orgulhosos de suas tradições, fundaram um clube que refletia sua própria identidade: profundamente portugueses e não menos brasileiros. O Vasco é um clube que reflete as migrações e o sonho por uma vida melhor.

Os fundadores do Vasco da Gama não tiveram vida fácil. Taxados de estrangeiros pelas elites da época, como o diferente a ser afastado, o Vasco não recuou e trouxe para si outra bandeira histórica: a da luta contra o racismo. O clube pioneiro na inclusão de negros e trabalhadores em competições futebolísticas de alto nível no Rio de Janeiro já conhecia os caminhos da luta contra o preconceito. Luta-se contra o racismo com iniciativas de inclusão. É a mesma fórmula do combate à xenofobia, em favor de migrantes e refugiados de todo o mundo.

Vasco da Gama se solidariza com todas as vítimas de racismo e xenofobia, e se insurge contra esses crimes. Casos como os de Moïse Kabagambe calam fundo na alma dos vascaínos e são ilustrativos das condições enfrentadas por pessoas que desejam oportunidades de vidas melhores e mais seguras.

Se o esporte é um espaço de mudança da sociedade, o combate ao racismo e à xenofobia devem estar entre as prioridades de um clube que se orgulha de seu histórico de responsabilidades diante do mundo que o cerca. O Vasco da Gama convida a todos para uma reflexão e para que juntos possamos erradicar essas mazelas que envergonham nosso país.

Rio de Janeiro, 20 de fevereiro de 2022.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Série B

Um dos maiores campeonatos de eSports do mundo, no Warzone é palco de diversos casos de hackers, sendo um deles até o campeão

Futebol Internacional

Curtis “Toyz”, campeão do Worlds com a Taipei Assassins em 2012, foi preso acusado de tráfico de drogas no Taiwan

Futebol Internacional

A desenvolvedora do jogo Riot Games anunciou novas medidas de penalidades para jogadores AFK nas partidas de LoL

Barcelona

Novo vínculo do maior jogador de todos os tempos com a T1 foi inspirado no retornou do astro a NBA em 1995