O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Futebol

Vocabulário do futebol: descubra quais termos são mais usados e o que eles significam

Vocabulário do Futebol: A Linguagem Própria Desse Esporte

O universo da bola reúne muitos elementos específicos, inclusive uma linguagem própria

vocabulário do futebol é extenso. Dos torcedores aos especialistas, muitos são fluentes nessa linguagem. No entanto, tem muita gente que fica sem entender nada diante de algumas expressões. Afinal, é enorme a quantidade de termos. 

Artilheiro, pipoqueiro, caneta, chapéu. A lista é enorme. Será que você conhece todo o vocabulário do futebol? Continue lendo este artigo do Jogo Hoje e descubra o quão fluente você é nesta linguagem ou aprenda mais sobre o assunto.

Vocabulário do futebol: o módulo básico

Words cup - Vocabulário de futebol em inglês - Skylimit Idiomas

Sabe aquele jogador que faz muitos gols? É o artilheiro. Todo time deve ter um. Quanto melhor for o artilheiro, maior a chance de o time ganhar. Se um mesmo time tiver mais de um jogador que faz muitos gols, o que marcar mais vezes é o artilheiro do time.

A mesma lógica serve para as competições. O jogador que fizer mais gols por um determinado campeonato, será o artilheiro desse campeonato.

Mas se todo time precisa de um artilheiro, ninguém quer ter um frangueiro. Ou seja, um goleiro que toma gols fáceis. Se o goleiro for bom, mas tomar apenas um gol fácil, significa que ele levou um “frango”. E se o lance for muito bizarro, é um “frangaço”.

Caneta, chapéu e banheira tudo junto? Avançando no vocabulário do futebol

Um dos lances mais festejados pela torcida sem contar com o gol, claro, é a caneta. Significa que o jogador conseguiu tocar a bola entre as pernas do atleta de outro time. O lance é visto como humilhante e costuma levantar a torcida no estádio.

Santos cutuca Palmeiras e faz vídeo 'looping' de caneta em Lucas Lima | LANCE!

Imagine que o mesmo jogador que deu uma caneta no adversário chega junto de outro atleta do time rival e dá um chapéu nele. Pronto, agora a torcida vai à loucura de tanta vibração! Mas o que significa “dar um chapéu”?

Nesse caso, o jogador conseguiu dar um toquinho na bola por cima da cabeça do adversário e pegar com o pé do outro lado. É outro lance que costuma irritar o rival. Aí o jogador que deu um chapéu viu um companheiro de time “na banheira”, ou seja, parado dentro da área adversária. Então ele vai e toca para o companheiro, que está tão perto da trave que consegue fazer o gol.

Matar o lance pode ser bom ou ruim

No futebol, a morte pode não ser tão ruim. Estranho, né? Então vamos lá. Quando um jogador vê a bola vindo em sua direção e ele amortece a bola no peito, os fãs do futebol costumam dizer que esse jogador “matou a bola no peito”. É um lance que costuma mostrar categoria do atleta.

Seleção Feminina treina no CT do Coroado - Confederação Brasileira de Futebol

Por outro lado, quando um time está com a bola indo em direção ao gol adversário com perigo, o jogador adversário pode “matar o lance”. Ou seja, ele pode cometer uma falta para impedir o atleta rival de continuar avançando. Nesse caso, a torcida costuma comemorar que ele “matou o lance”.

Mas há uma interpretação completamente diferente praticamente com as mesmas palavras. Quando um atleta faz uma boa jogada e toca a bola para um companheiro de time que comete algum erro e perde a bola, se diz que ele “matou” a jogada. Nesse caso, a torcida fica bem chateada com ele.

Ladrão, sim! Fominha e pipoqueiro, não!

Um jogador pode ser chamado de ladrão, que não vai reclamar. Se ele for chamado de fominha, já não vai gostar. E se for chamado de pipoqueiro, certamente vai ficar muito incomodado.

“Ladrão de bola” é o jogador que toma a bola do adversário. Se ele faz isso muitas vezes, significa que é um bom defensor. O termo “ladrão” pode ser dado também simplesmente à presença de um jogador adversário por perto. “Olha o ladrão”, diz o jogador a um companheiro de time que não viu a presença de um adversário por perto.

“Fominha” é aquele atleta que não toca a bola. Ele carrega a bola, vê um companheiro de time por perto, mas ao invés de tocar, ele continua carregando carregando a bola. na maioria das vezes, acaba sendo “desarmado”. Ou seja, um jogador adversário toma a bola dele.

O “pipoqueiro” é um xingamento bem mais grave. Esse é o nome que se dá ao jogador que costuma não jogar bem nos jogos decisivos. Neste caso, se diz que ele “pipocou”. Ou seja, ele sentiu a pressão e não conseguiu jogar bem. Quando isso acontece muitas vezes, se diz que ele é pipoqueiro.

No caso específico do goleiro, ninguém quer ser chamado de “mão de alface”, “mão de lodo” ou “braço curto”. Nos 3 casos, significa que ele não é bom. Ou seja, ele costuma levar gols considerados fáceis. A torcida não gosta nada de goleiro mão de alface.

Ainda em relação ao goleiro, é muito ruim ser conhecido como “chama gol”. Neste caso, o goleiro não é necessariamente ruim. Só que ele tem azar. Quando ele está no gol, os jogadores costumam acertar chutes de longe e fazer gols improváveis.

De bico, de bicicleta, ou de carrinho: o importante é fazer o gol

Existem gols normais, bonitos ou feios. Mas o que a torcida quer é que eles sejam feitos. Pode ser gol de peixinho, ou seja, quando o jogador parece dar um mergulho no ar e tocar a bola para a rede com a cabeça.

Se o gol for olímpico, é um golaço. Significa que o jogador cobrou um escanteio e a bola entrou direto no gol, sem tocar em ninguém. Mas não vá pensando que é todo mundo que consegue fazer isso. Esse é um lance muito difícil.

Mais bonito ainda é o gol de bicicleta. Esse é um dos lances mais bonitos do futebol. Ele acontece quando o atleta está de costas para a trave adversária e, ao ver a bola chegando em sua direção, dá uma cambalhota e consegue chutar a bola no ar, sem olhar para o gol. Quando a bola entra, é um golaço.

Gol de bicicleta é o favorito de Cristiano Ronaldo: "tentei por muitos anos" | Goal.com Brasil

Mas para a torcida vibrar, o gol não precisa ser bonito. Pode ser de bico. É quando o jogador chuta em direção ao gol com a ponta do pé. Esse é um lance considerado feio, pois o certo é chutar com o lado do pé. Mas quem liga se a bola entrar? Como diria o ex-jogador Dadá Maravilha, “não existe gol feio. Feio é não fazer gol”.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Futebol Internacional

Curtis “Toyz”, campeão do Worlds com a Taipei Assassins em 2012, foi preso acusado de tráfico de drogas no Taiwan

Série B

Um dos maiores campeonatos de eSports do mundo, no Warzone é palco de diversos casos de hackers, sendo um deles até o campeão

Futebol Internacional

A desenvolvedora do jogo Riot Games anunciou novas medidas de penalidades para jogadores AFK nas partidas de LoL

Futebol Internacional

Cotada como underdog, a EDG venceu a favorita DWG por 3-2 e faturou seu primeiro título mundial na final mais assistida da história