O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Futebol

Ronaldo Fenômeno: trajetória de um dos maiores “camisas 9” do futebol mundial

Icônica imagem de Ronaldo Fenômeno na Copa de 2002, correndo em campo e apontando para cima, comemorando gol marcado. Ao fundo, Oliver Khan, goleiro da Alemanha, fita o fundo do gol. Ronaldo veste camisa amarela e short azul, uniforme da Seleção Brasileira.

Saiba mais sobre a história de um dos grandes jogadores da história

Dribles, arrancadas, gols, contusões, volta por cima e títulos. A carreira de Ronaldo Fenômeno no futebol tem de tudo. Uma trajetória vitoriosa que coloca o craque brasileiro como um dos maiores camisa 9 da história.

Assim como muitos jogadores brasileiros, Ronaldo teve uma infância pobre. O talento como jogador apareceu muito cedo. Ainda adolescente, jogou futsal em alguns clubes do Rio de Janeiro. Chegou a ser convidado para o Flamengo, mas desistiu de ir porque não tinha dinheiro para pagar as passagens de ônibus. Ronaldo acabou indo parar no São Cristóvão, onde despontou para o futebol de campo.

Continue lendo este artigo do Jogo Hoje e saiba tudo sobre a vida e a carreira de Ronaldo Fenômeno.

A ascensão meteórica de Ronaldo Fenômeno no Cruzeiro

Ronaldo chegou ao Cruzeiro com 16 anos de idade e foi no clube mineiro que ele se profissionalizou. Também foi lá que a sua vida começou a mudar.

Ronaldo Fenômeno: títulos, prêmios individuais e curiosidades

De cara, Ronaldo ganhou uma chance no time titular. E provou que valeu a pena a oportunidade. O atacante foi um dos destaques do Campeonato Brasileiro de 1993, com 12 gols marcados em 14 jogos disputados. Com isso, o desempenho fez o atacante ser convocado para a Seleção Brasileira sub-17.

Em 1994, Ronaldo foi artilheiro do Campeonato Mineiro, com 22 gols. Sua saída do Brasil era inevitável. E ela aconteceu antes da Copa do Mundo daquele ano. Ronaldo foi vendido para o PSV, da Holanda. Deixou o Cruzeiro com a marca de 44 gols em 47 jogos.

Ronaldo foi convocado para a Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos. Mas não entrou em campo na campanha do tetra.

Ronaldo seguiu os passos de Romário

A passagem de Ronaldo no PSV foi relativamente curta. Mas suficiente para deixar saudade. Afinal, em 57 jogos disputados, ele marcou 54 gols.

Ronaldo na Holanda: o primeiro grande desafio – e o primeiro grande rival

Entretanto, durante o período em que ficou na Holanda, o jogador enfrentou problemas no joelho pela 1ª vez. E mesmo sem precisar fazer cirurgia, passou por uma recuperação lenta.

Quando se recuperou, Ronaldo foi para o banco de reservas. Além de ter ficado insatisfeito com o banco, ele recebeu uma proposta do Barcelona. E não pensou 2 vezes. Assim, ele repetiu a trajetória de Romário, que também foi para o Barcelona após se destacar no PSV.

No Barcelona, Ronaldo foi eleito melhor do mundo pela 1ª vez

Ronaldo foi vendido para o Barcelona por U$S 20 milhões. E logo de cara mostrou que compensaria o investimento. Em 1996, ele teve atuações brilhantes na Espanha. Terminou o ano com 17 gols em 20 jogos. E foi eleito o melhor jogador do mundo pela 1ª vez.

Entenda Porque Ronaldo Fenômeno foi o Melhor do Mundo em 1996! | SÓ FUTEBOL™ Amino

Em 1997, Ronaldo teve outro ano de destaque no Barcelona. Por isso, causou espanto o anúncio da contratação do atacante pela Internazionale. O clube italiano, que há anos mostrava interesse no jogador brasileiro, pagou a multa rescisória de U$S 32 milhões.

Apelido de “Fenômeno” surgiu na Inter de Milão

Ronaldo foi para a Internazionale ainda em 1997. E chegou fazendo gols. Balançou as redes 14 vezes em 19 jogos. Pelo que fez no Barcelona e na Inter naquele ano, foi eleito o melhor do mundo pela 2ª vez.

O faro de gols de Ronaldo, junto com as arrancadas que ele dava quando pegava a bola de frente para o gol, impressionaram a imprensa italiana, que colocou o apelido de “Fenômeno” no atacante brasileiro.

Há 23 anos, Ronaldo Fenômeno assinava pela Inter de Milão | LANCE!

Convocado para a Copa do Mundo de 1998 na condição de melhor do mundo, ele fez um bom Mundial. Protagonista, marcou 4 gols e ajudou a levar o Brasil para a final. Mas sofreu uma convulsão pouco tempo antes da decisão contra a França.

O Brasil foi dominado pela equipe europeia, que venceu por 3 a 0 e conquistou seu 1º título mundial.

Contusões quase tiraram Ronaldo Fenômeno do futebol

Mesmo após o fracasso na final da Copa de 1998, Ronaldo continuou tendo prestígio na Europa. E era o grande craque da Internazionale. No fim de 1999, sofreu uma contusão no joelho que o obrigou a ficar sem jogar durante 5 meses.

Quando finalmente voltou a entrar em campo, no dia 12 de abril de 2000, Ronaldo sofreu uma grave lesão no joelho, que saiu do lugar quando ele tentava dar um drible. A imagem assustou.

O diagnóstico foi assustador: o Fenômeno teria que ficar sem jogar por 8 meses. Mas ele ficou mais de 1 ano sem pegar em bola. Muita gente imaginava que Ronaldo não teria condições de jogar a Copa do Mundo de 2002. Havia quem achasse que ele jamais voltaria a jogar futebol em alto nível. Mas ele voltou.

Redenção do Fenômeno veio com o penta

A Copa do Mundo de 2002, no Japão e na Coreia, tinha uma Seleção Brasileira que parecia imbatível. Inclusive, um dos pilares daquele time era o camisa 9, o Fenômeno. Ele, junto com Rivaldo, foi decisivo para a conquista do pentacampeonato. Ronaldo foi o artilheiro da competição, com 8 gols. 

Copa 2002: Os melhores momentos do Penta, da volta por cima de Ronaldo à cambalhota no Planalto | Esportes | EL PAÍS Brasil

Pouco depois da Copa, o craque assinou contrato com o Real Madrid. E no fim do ano, foi escolhido o melhor jogador do mundo pela 3ª vez.

A decepção com o time dos galácticos no Real

Na teoria, o Fenômeno fazia parte de um time de galácticos no Real Madrid, numa época em que o clube espanhol decidiu apostar alto na contratação de astros do futebol. O Real tinha no elenco nomes como Zidane, Roberto Carlos, Luís Figo e Raúl. Além deles, depois chegou David Beckham.

Relembre a estreia de Ronaldo pelo Real com dois gols contra o Alavés | LANCE!

Essa geração deu ao Real Madrid uma enorme repercussão mundial, já que todos falavam dos galácticos e do quanto parecia impossível ter reunido em um mesmo time tantos craques. Os resultados, no entanto, não aconteceram. 

O time cheio de estrelas não ganhou campeonatos importantes e viu seu rival, Barcelona, levantar a taça da Liga dos Campeões 2 vezes. Era o fim da era dos galácticos. Assim, em janeiro de 2007, Ronaldo trocou o Real pelo Milan.

Mas a passagem pelo clube italiano foi curta e 1 ano depois ele foi desligado. Durante o tempo em que ficou no Milan, ele sofreu outra lesão no joelho.

Aposentadoria de Ronaldo Fenômeno foi no Corinthians

Estreia de Ronaldo Fenômeno no Corinthians completa 13 anos; relembre títulos - GQ | GQ Esporte Clube

Ronaldo voltou para o Brasil e ficou treinando alguns dias no Flamengo. Mas foi o Corinthians que fez uma proposta oficial. E ele aceitou.

Em março de 2009, o Fenômeno voltou a jogar uma partida oficial. Porém, fora de forma, jogou apenas 20 minutos contra o Itumbiara, pela Copa do Brasil. Já no jogo seguinte, contra o Palmeiras, pelo Campeonato Paulista, o Fenômeno também começou no banco e entrou no 2º tempo, quando marcou o gol de empate aos 47 minutos da etapa complementar. 

Ronaldo Fenômeno ficou no clube paulista até o começo de 2011. No dia 14 de fevereiro, anunciou sua aposentadoria. Na ocasião, ele também compartilhou que sofria de  hipotireoidismo, o que contribui para o ganho de peso.

Depois de se aposentar dos gramados,  Fenômeno virou um importante empresário ligado ao futebol. Fundou uma empresa de marketing esportivo e acumulou fortuna. Em abril de 2022, Ronaldo oficializou a compra da SAF do Cruzeiro, se tornando dono de 90% das ações do clube.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Mercado

Atacante de 33 anos estava no futebol chinês O atacante Henrique Dourado tem um novo clube para a sequência da sua carreira. Nesta terça-feira, o...

Flamengo

Treinador argentino evita falar em reforços e garante foco em recuperar time na La Liga e Champions League O técnico Jorge Sampaoli tem o...

Mercado

Peruano terá 1ª experiência no país O dia está agitado para o Racing Club. Depois de garantir o título da 1ª edição da Supercopa da...

Futebol

Último clube do treinador foi o Atlético-GO, em 2020 Após três anos longe da área técnica, o treinador Cristóvão Borges está de volta ao futebol....