Bombando

“Pra mim, é o fim da linha”: Marta confirma despedida das copas e desabafa

Brasil foi eliminado após empate com a Jamaica Após mais um jogo com fraco desempenho nesta Copa do Mundo Feminina, o […]

Marta em jogo da Seleção Brasileira contra a Jamaica na Copa do Mundo 2023

Divulgação/Copa do Mundo

Brasil foi eliminado após empate com a Jamaica

Após mais um jogo com fraco desempenho nesta Copa do Mundo Feminina, o Brasil foi eliminado ainda na fase de grupos e viu uma despedida melancólica para a maior jogadora da história do país: Marta. A rainha do futebol falou sobre a eliminação, confirmou a despedida dos Mundiais e pediu que se continue apoiando o futebol de mulheres no país.

O desabafo de Marta

Na saída de campo, a camisa 10 da Seleção Brasileira lamentou o resultado, justamente em seu único jogo como titular neste 6º e último Mundial de sua carreira. “É difícil falar em um momento desses. Não era nem nos meus piores pesadelos a Copa que eu sonhava”.

Mas, apesar da dor da queda, Marta falou sobre o futuro do futebol brasileiro, tratando da renovação de peças na Seleção. “É só o começo. O povo brasileiro pedia renovação e está tendo renovação. Acho que a única velha aqui sou eu e talvez a Tamires próximo de mim. A maioria são meninas que tem muito talento, um caminho enorme pela frente. É só o começo para elas. Eu termino aqui, mas elas continuam. Vocês pediram renovação, está tendo renovação”.

Assim, a jogadora também falou do apoio ao futebol de mulheres, pedindo que o abraço que existiu nessa Copa continue. “Eu quero que as pessoas no nosso Brasil continuem tendo o mesmo entusiasmo que estavam tendo quando começou a Copa, que continuem apoiando. Porque as coisas não acontecem de um dia para o outro. A gente está vendo seleções que vinham para a Copa do Mundo e tomavam de sete, oito, dez e agora estão jogando de igual com os grandes. Isso mostra que o futebol feminino vem crescendo, que o  futebol feminino é um produto que dá lucro, que dá prazer de assistir. Então apoie, continue apoiando”.

Por fim, ela confirmou sua despedida dos Mundiais e agradeceu pela oportunidade. “A Marta acaba por aqui, não tem mais Copa para a Marta. Eu estou muito grata pela oportunidade que eu tive de jogar mais uma Copa e muito contente com tudo isso que vem acontecendo no futebol feminino do nosso Brasil e do Mundo. Continue apoiando, porque para elas é só o começo. Para mim, é o fim da linha agora”.

Camisa 10 de Marta na Seleção Brasileira antes de jogo contra a Jamaica na Copa do Mundo Feminina 2023
Divulgação/Copa do Mundo

Marta e a Seleção Brasileira

Cria do Vasco e com passagens em clubes de Brasil, Suécia e Estados Unidos, Marta tem 37 anos e acumula história na Seleção Brasileira e no futebol de mulheres. A meia-atacante soma 177 jogos e 113 gols com a camisa amarela, sendo a maior artilheira entre homens e mulheres.

Ela disputou todas as últimas seis Copas do Mundo, sendo vice-campeã em 2007. Ela também participou de três Copas América, ganhando todas, e cinco Jogos Olímpicos, sendo vice-campeã em 2004 e 2008. Fora da Seleção Brasileira, ela também tem títulos em torneios de clubes, como uma conquista na Libertadores e uma na Champions League.

Marta já confirmou que não estará na próxima Copa do Mundo, que será disputada m 2027 e pode acontecer aqui no Brasil. Mas isso não garante que a história dela na Seleção Brasileira esteja finalizada, já que a camisa 10 não falou sobre a possibilidade de estar à disposição da comissão técnica para a Olimpíada de 2024, em Paris.

Marta em jogo da Seleção Brasileira contra a Jamaica na Copa do Mundo Feminina 2023
Thais Magalhães/CBF

Mais notícias e informações quentinhas sobre futebol e outros esportes você vê no Jogo Hoje

COMPARTILHE

Bombando em Bombando

1

Bombando

F1: equipes iniciam pré-temporada com testes no Bahrein

2

Bombando

NBA: LeBron James revela que aposentadoria “está chegando”

3

Bombando

F1 e FIA se posicionam sobre caso Horner, chefe da RBR investigado por ‘conduta imprópria’

4

Bombando

Liga das Nações de Vôlei terá 18 seleções a partir de 2025

5

Bombando

Atleta paralímpico paraibano entra para Livro dos Recordes com marca nos 100m rasos