O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Bombando

Gattaz quer seguir na Seleção Feminina de Vôlei até Paris 2024

Gattaz quer seguir na Seleção Feminina de Vôlei até Paris 2024
Carol Gattaz é uma das líderes da Seleção, com sua experiência e jogo em alto nível, mesmo aos 41 anos. Foto: Divulgação/CBV

Central brasileira não fecha portas e quer estar nos Jogos Olímpicos de Paris

Apesar da prata no Mundial, predomina o sentimento de que a Seleção Feminina de Vôlei tem feito bem o seu trabalho. As jogadoras destacam a união que possuem entre si e isso é um passo importante para um futuro vitorioso.

Com isso, o Brasil mantém seu passo a passo rumo aos Jogos Olímpicos de Paris, em 2024. Parte importante da equipe pela Seleção Feminina de Vôlei, a central Carol Gattaz quer seguir nessa caminhada.

Atualmente, Gattaz tem 41 anos e chegaria em Paris com 43 anos. Apesar da idade, a atleta tem jogado em alto nível e se cuida bastante. Dessa forma, se pôs à disposição do técnico José Roberto Guimarães para seguir junto ao grupo.

“Eu vou sempre me doar por esse grupo até quando elas me aceitarem. Sempre que o Zé me chamar, eu vou estar sempre com elas, porque cada uma delas é muito especial”, disse a central.

Leia Mais: Seleção Feminina de Vôlei: Carol exalta força do grupo no Mundial

Gratidão por estar com a Seleção Feminina de Vôlei

Carol Gattaz é a jogadora mais experiente do Brasil e tem uma bela trajetória na Amarelinha. Ela ressaltou a união entre todas as atletas e lamentou a perda do título. Mas, diante de todo o processo de renovação que a equipe passa, ela se mantém orgulhosa da caminhada.

“Tenho muita gratidão por estar aqui. Foi incrível a campanha que fizemos, só a gente sabe o que passamos no dia a dia. É realmente um grupo sem vaidades, uma torcendo pela outra. É aquilo que todo mundo vê de fora, realmente”, disse Gattaz.

“A gente queria o ouro, a gente merecia. Tem alguns pilares na seleção, mas os pilares trabalham para o grupo. Então, a todo o momento, sabíamos que a gente não ia se largar, e estou muito feliz de fazer parte dessa renovação” encerrou.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Mercado

Atacante de 33 anos estava no futebol chinês O atacante Henrique Dourado tem um novo clube para a sequência da sua carreira. Nesta terça-feira, o...

Flamengo

Treinador argentino evita falar em reforços e garante foco em recuperar time na La Liga e Champions League O técnico Jorge Sampaoli tem o...

Mercado

Peruano terá 1ª experiência no país O dia está agitado para o Racing Club. Depois de garantir o título da 1ª edição da Supercopa da...

Futebol

Último clube do treinador foi o Atlético-GO, em 2020 Após três anos longe da área técnica, o treinador Cristóvão Borges está de volta ao futebol....