Outros esportes

Pan-Americano: Promessa da natação brasileira, Guilherme Caribé é ouro nos 100m livre

Baiano tinha dois ouros no revezamento e sobe no pódio mais uma vez Apenas 20 anos e três medalhas de […]

Nadador Guilherme Caribé comemora ouro no Pan-Americano Santiago 2023

Sátiro Sodré/CBDA

Baiano tinha dois ouros no revezamento e sobe no pódio mais uma vez

Apenas 20 anos e três medalhas de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Santiago. Esse é o currículo de Guilherme Caribé. O baiano, que é uma das grandes promessas da natação brasileira, superou os estadunidenses que completaram o pódio e garantiu o ouro nos 100m livre masculino.

O ouro de Guilherme Caribé

Esse já é o 3º ouro para Guilherme Caribé no Chile. O jovem tinha entregado na liderança nos revezamentos 4x100m livre masculino e 4x100m livre misto, que terminaram no topo do pódio no sábado (21) e no domingo (22). Agora, na segunda-feira, ele conquista sua 1ª medalha individual. Caribé completou a prova em 48.06.

Ele já tinha afirmado que queria fazer a final na marca dos 47s, tempo que ele não alcançou, mas que já foi suficiente para garantir a vitória. Em 2º, vieram os estadunidenses Brooks Curry e Jonathan Kulow, ambos com 48.38. O empate faz com que ambos levem a medalha de prata e a prova não distribua nenhum bronze. O outro brasileiro na disputa, Marcelo Chierighini, terminou em 5º, com 48.92.

Centro aquático dos Jogos Pan-Americanos Santiago 2023
Sátiro Sodré/CBDA

O Brasil na natação pan-americana

Guilherme Caribé participou de três dos quatro ouros brasileiros na natação até agora. Sem o baiano, a única conquista veio com Guilherme Costa, o Cachorrão, que venceu a disputa dos 400m livre. Ao todo, o Brasil soma quatro ouros, cinco pratas e cinco bronzes na natação, sendo o 3º no quadro de medalhas do esporte, atrás de Estados Unidos (8 ouros e 24 medalhas) e Canadá (6 ouros e 11 medalhas).

Também na abertura desta segunda-feira, o Brasil conseguiu outras duas medalhas. Nos 100m livre feminino, Stephanie Balduccini, campeã com Caribé nos 4x100m misto, ficou com a prata logo na 1ª final do dia. Depois, medalha inédita com Gabrielle Assis, bronze nos 200m peito.

Equipe brasileira campeã no revezamento 4x100m livre misto no Pan-Americano Santiago 2023
Guilherme e Stephanie garantiram ouro nos 4x100m misto ainda no domingo – Sátiro Sodré/CBDA

Mais notícias e informações quentinhas sobre o Pan-Americano e outros esportes você vê no Jogo Hoje

COMPARTILHE

Bombando em Outros esportes

1

Outros esportes

F1: na Ferrari a partir de 2025, Lewis Hamilton quer repetir trabalho de diversidade feito na Mercedes

2

Outros esportes

Tênis: João Fonseca vence chileno, avança às quartas e faz história no Rio Open

3

Outros esportes

F1: equipes iniciam pré-temporada com testes no Bahrein

4

Outros esportes

NBA: LeBron James revela que aposentadoria “está chegando”

5

Outros esportes

F1 e FIA se posicionam sobre caso Horner, chefe da RBR investigado por ‘conduta imprópria’