Outros esportes

Canoagem: Brasil garante prata do C2 500m no 1º dia de finais no Pan

Dupla foi ao pódio em prova que não aparecia nos Jogos há 16 anos O Brasil subiu ao pódio no […]

Evandilson Neto e Filipe Vieira em prova da canoagem no Pan-Americano Santiago 2023

William Lucas/COB

Dupla foi ao pódio em prova que não aparecia nos Jogos há 16 anos

O Brasil subiu ao pódio no 1º dia de finais na canoagem velocidade nos Jogos Pan-Americanos de Santiago. Nesta sexta-feira (3), Evandilson NetoFilipe Vieira garantiram a prata na disputa do C2 500m, prova que não aparecia no programa do Pan desde 2007 – com bronze brasileiro naquela oportunidade.

Na prova, a dupla baiana largou mal e ficou bem para trás dos adversários logo nos primeiros metros. Mas eles apresentaram ritmo e velocidade para recuperar o espaço na reta final da corrida e garantir a prata em 1:43.52. O ouro foi dos canadenses Spence/Plomteux, que chegaram em 1:42.12. Os cubanos Córdova/Gil completara o pódio, cruzando em 1:43.66.

Canoístas Roberto Maehler e Heuer Rodrigues em prova do Pan-Americano Santiago 2023
Roberto Mehler e Heuer Rodrigues também competiram nesta sexta – William Lucas/COB

As outras finais da canoagem

A 1ª decisão do dia foi no K1 500m. O ouro ficou para o Canadá, com Michelle Russell, que completou o meio quilômetro em 1:51.25. O pódio também teve a argentina Brenda Rojas, com 1:52.01, e a mexicana Beatriz Fragoza, que chegou em 1:53.07. A brasileira Ana Paula Vergutz chegou em 5º, com 1:55.41.

Na K2 500m, o Brasil também não chegou ao pódio. Roberto MehlerHeuer Rodrigues formaram uma dupla com 20 anos de diferença de idade e cruzaram com seu caiaque em 1:34.79. O pódio teve Gaudet/McTavish (1:30.45), do Canadá; Benassi/Vernice (1:31.25), da Argentina; e Ecker/Small (1:31.48), dos EUA.

Por fim, no C1 200m, Valdenice Nascimento até largou bem, mas não conseguiu manter o ritmo. A baiana chegou em 5º, com 49.10s. O ouro foi de Cuba, com Yarisleidis Duboy, com 45.87s; seguida por María José Rodríguez (46.18s), do Chile, e Sophia Jensen (46.87s), do Canadá.

Sem brasileiras na disputa, o dia ainda teve o K4 1000m. A prova terminou com ouro para o México, que completou o meio quilômetro em 1:34.73. O Canadá ficou com a prata, em 1:35.91, e a Argentina fechou o pódio com 1:36.79.

Canoísta Ana Paula Vergutz em prova da canoagem no Pan-Americano Santiago 2023
Ana Paula Vergutz terminou sua prova na 5ª posição – William Lucas/COB

A canoagem do Pan-Americano

As disputas da canoagem começaram com a modalidade slalom, que rendeu três ouros e três pratas para o Brasil no fim de semana. Na canoagem velocidade, as provas começaram na quarta-feira, com as classificatórias e semifinais das três primeiras categorias em jogo.

Na canoagem velocidade, o Brasil garantiu vaga na final A com todos os seus canoístas. Além das disputas desta sexta-feira, há mais medalhas em jogo no sábado, com Roberto Maehler disputando a final do K1 1000m às 9h10 e Isaquias Queiroz lutando pelo tricampeonato do C1 1000m às 9h35. Sem brasileiros na disputa, também há finais no K2 500m e C2 500m femininos e no K4 500m masculino.

Isaquias Queiroz em prova da canoagem no Pan-Americano Santiago 2023
Isaquias Queiroz quer 5ª medalha na canoagem do Pan-Americano – William Lucas/COB

Mais notícias e informações quentinhas sobre o Pan-Americano e outros esportes você vê no Jogo Hoje

COMPARTILHE

Bombando em Outros esportes

1

Outros esportes

F1: na Ferrari a partir de 2025, Lewis Hamilton quer repetir trabalho de diversidade feito na Mercedes

2

Outros esportes

Tênis: João Fonseca vence chileno, avança às quartas e faz história no Rio Open

3

Outros esportes

F1: equipes iniciam pré-temporada com testes no Bahrein

4

Outros esportes

NBA: LeBron James revela que aposentadoria “está chegando”

5

Outros esportes

F1 e FIA se posicionam sobre caso Horner, chefe da RBR investigado por ‘conduta imprópria’