O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Futebol

Times que nunca caíram: Quem são os que jamais foram rebaixados

Vila Belmiro, estádio do Santos, lotada de torcedores

Conheça as equipes que se orgulham de não terem rebaixamentos em sua história

Em toda a história do Campeonato Brasileiro, há apenas 4 times que nunca caíram para a Série B: Flamengo, São Paulo, Santos e uma novidade: Cuiabá. Em todos os outros estados, grandes clubes já conheceram o rebaixamento.

O time do Mato Grosso acaba de entrar para o grupo seleto. Afinal, é a 1ª vez que ele disputa a Série A do Campeonato Brasileiro. Os outros 3, por outro lado, têm uma longa história no Brasileirão.

O São Paulo, por exemplo, disputou o Campeonato Brasileiro pela primeira vez em 1967. O Tricolor paulista acumula ao longo da história 55 participações no Brasileirão, sendo 42 consecutivas.

No ano passado, a equipe paulista não foi bem na competição. Terminou em 13º, 4 posições acima da zona de rebaixamento. Mas olhando apenas a colocação final, se engana quem pensa que o time não sofreu ao longo da competição.

O risco de rebaixamento rondou o São Paulo durante boa parte do Brasileirão. O Tricolor paulista só escapou da queda na penúltima rodada, quando a equipe venceu o Juventude por 3 a 1 no Morumbi.

O Flamengo é um dos times que nunca caíram

O Flamengo estreou no Campeonato Brasileiro em 1964. Ao todo, são 57 participações no Brasileirão. Sempre na elite do futebol nacional. O Rubro-negro carioca tem 54 participações consecutivas na Série A.

Em 1995, o Flamengo montou um time que parecia ser dos sonhos. A equipe, que já tinha Sávio como grande promessa, apostou alto na contratação de Romário, que um ano antes havia ganhado a histórica Copa do Mundo com a Seleção Brasileira sendo protagonista.

Edmundo e Romário, vestindo camisas do Flamengo, em campo pelo rubro-negro carioca

A chegada de Romário já seria suficiente para fazer da disputa do Campeonato Brasileiro daquele ano uma das mais esperadas da história. Mas o Flamengo ainda trouxe o atacante Edmundo, estrela do Palmeiras, que era considerado o melhor jogador atuando no Brasil.

Pensa que acabou? Não! O Rubro-negro carioca contratou também o lateral esquerdo Branco, outro tetracampeão com a Seleção, e o técnico Vanderlei Luxemburgo. A expectativa era que o time fosse campeão brasileiro com folga.

Mas a realidade foi bem diferente da expectativa. Em 1995, o Flamengo fez uma campanha pífia no Campeonato Brasileiro. Em 23 jogos, foram apenas 5 vitórias, 9 empates e 9 derrotas. Terminou na 21ª posição de um total de 24 clubes.

Se o regulamento de 1995 fosse igual ao de hoje em dia, quando os 4 piores times são rebaixados, o Rubro-negro carioca teria caído para a Série B. Acontece que, naquele ano, o regulamento previa que apenas os 2 últimos seriam rebaixados. Assim, caíram Paysandu (23º) e União São João (24º).

Rubro-negro carioca já lutou contra o rebaixamento outras vezes

Não foi só em 1995 que o Flamengo passou aperto no Campeonato Brasileiro. Afinal, 5 anos depois, em 2000, ano da Copa João Havelange, o time terminou a competição no 14º lugar, mas chegou a estar em 16º.

No ano seguinte, o Flamengo tinha no elenco nomes como o goleiro Júlio César, Edilson e Petkovic. Mas assim como aconteceu em 1995, o desempenho em campo ficou muito abaixo da expectativa.

Petkovic como jogador do Flamengo, comemorando gol pelo clube

O regulamento do Brasileiro de 2001, disputado por 28 clubes, previa que os 4 últimos (do 25º ao 28º) seriam rebaixados. O Rubro-negro carioca terminou a competição em 24º, com 29 pontos, apenas 2 a mais que o Santa Cruz, que foi o 25º.

Naquele ano, em 27 jogos disputados, o Flamengo ganhou apenas 8, empatou 5 e perdeu 14. Só escapou do rebaixamento porque venceu, na última rodada, o Palmeiras por 2 a 0.

Em 2004, o susto foi semelhante. O Flamengo só escapou do rebaixamento na última rodada. Para sorte do time carioca, o adversário na rodada final foi um Cruzeiro que entrou em campo com quase todo o time reserva. A goleada por 6 a 2 manteve o Flamengo na Série A.

Apesar de polêmica, Santos não foi rebaixado em 1983 e é um dos times que nunca caíram

Poster de time do Santos de 1983

O Santos estreou no Campeonato Brasileiro em 1959. Ao lado do Grêmio, é o clube com mais participações no Brasileirão, além de ser um dos times que nunca caíram. Cada um dos dois disputou a competição 62 vezes, contando com a atual edição.

Há uma polêmica em relação ao Campeonato Brasileiro de 1983. Naquele ano, por causa da colocação no Campeonato Paulista, o Santos deveria ter disputado a Taça Prata, o que era uma espécie de repescagem para a Taça Ouro.

Entretanto, o Santos foi convidado pela CBF para ir direto para a Taça Ouro. Mesmo assim, a Taça Prata não era equivalente à Série B, já que os melhores clubes da Taça Prata iam para a Taça Ouro no mesmo ano. Ou seja, o Santos nunca foi rebaixado.

Cuiabá terá difícil missão para continuar entre os que nunca foram rebaixados

Fundado apenas em 2001, o Cuiabá é um clube ainda considerado novo no país. Desde 2011, quando estava na Série D e conquistou o acesso à 3ª Divisão, a equipe só fez subir mais degraus nacionalmente.

Em 2018, o time foi vice-campeão da Série C e conquistou vaga na Segundona de 2019. Logo na segunda participação na Série B, no ano de 2020, o Cuiabá foi 4º colocado e garantiu sua primeira participação na elite do Brasileirão.

Na primeira participação na Série A do Campeonato Brasileiro, no ano passado, o Cuiabá conseguiu se manter na elite. Terminou a competição em 15º. A partir de agora, terá um grande desafio a cada ano para evitar a queda à Série B e assim deixar o grupo dos times que nunca caíram. 

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Mercado

Atacante de 33 anos estava no futebol chinês O atacante Henrique Dourado tem um novo clube para a sequência da sua carreira. Nesta terça-feira, o...

Flamengo

Treinador argentino evita falar em reforços e garante foco em recuperar time na La Liga e Champions League O técnico Jorge Sampaoli tem o...

Mercado

Peruano terá 1ª experiência no país O dia está agitado para o Racing Club. Depois de garantir o título da 1ª edição da Supercopa da...

Futebol

Último clube do treinador foi o Atlético-GO, em 2020 Após três anos longe da área técnica, o treinador Cristóvão Borges está de volta ao futebol....