O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Futebol

Estádio do Maracanã: história do maior estádio do Brasil

Estádio do Maracanã.

Conheça mais sobre um dos maiores palcos do futebol mundial

Um dos maiores templos do futebol mundial está no Rio de Janeiro. O estádio do Maracanã chama atenção pela sua imponência e pela sua importância para o esporte. Um “senhor” de 72 anos, mas com aspecto jovem e moderno.

Entre os principais palcos do futebol brasileiro e mundial, o Maracanã se destaca na memória do futebol ao longo dos anos e continua sendo palco para que a história do esporte seja escrita. Continue lendo este artigo do Jogo Hoje e saiba tudo sobre o estádio do Maracanã.

O nascimento do estádio do Maracanã

O Maracanã começou a ser construído no dia 2 de agosto de 1948 com o objetivo de se tornar o principal estádio do Brasil na Copa de 1950, disputada no país. Assim, pouco menos de 2 anos depois, no dia 16 de junho de 1950, aconteceu a inauguração.

A História do Maracanã - Diário do Rio de Janeiro

No dia seguinte à sua inauguração, o Maracanã recebeu seu 1º jogo, que foi um amistoso entre as seleções de São Paulo e do Rio de Janeiro. Na ocasião, os paulistas venceram por 3 a 1. A curiosidade é que o estádio recebeu a 1º partida mesmo antes de estar concluído, com torcedores ao lado de andaimes colocados nas arquibancadas.

No dia 24 de junho, o Brasil estreou na Copa do Mundo de 1950 com uma partida no Maracanã. Foi o 1º jogo oficial disputado no estádio. Nesta partida, o Brasil derrotou o México por 4 a 0. Coube a Ademir de Menezes marcar o 1º gol em partidas oficiais no estádio.

Mário Filho, o jornalista que cedeu nome ao estádio

Quando foi fundado, o Maracanã tinha o nome de Estádio Municipal. Desde 1966, entretanto, ele se chama Estádio Jornalista Mário Filho, que é uma homenagem à pessoa que foi fundamental para a construção do estádio.

Mário Filho era irmão de Nelson Rodrigues. Apesar de ser Pernambucano, Mário morava no Rio de Janeiro desde criança. Além disso, era considerado um dos mais importantes jornalistas do país e se tornou o maior entusiasta da construção do Maracanã.

Conheça Mário Filho, jornalista que dá nome ao Maracanã e é ícone da imprensa esportiva | LANCE!

No fim da década de 1940, Mário Filho convenceu a opinião pública que o melhor local para construir o estádio era no terreno do antigo Derby Club, por ser um local central e que facilitaria o deslocamento do público. Na época, existia a ideia de levar o estádio para Jacarepaguá.

Mário filho morreu em 1966, aos 58 anos, após sofrer um mal súbito. Além de escrever diversos livros sobre futebol, ele teria criado a expressão “Fla-Flu” para falar sobre o clássico entre Flamengo e Fluminense.

Sobre o nome popular do estádio, o Maracanã, a origem está no Rio Maracanã, que corta a Tijuca. Depois da construção, os arredores do estádio deram lugar a um novo bairro, que ficou conhecido como Maracanã.

De 200 mil pessoas a menos de 90 mil: o Maracanã “encolheu”

Quando foi construído, o Maracanã foi concebido para receber 155 mil pessoas. Para isso, parte do público teria que ficar em pé. Assim, ele se tornaria o maior estádio do mundo.

De fato, o Maracanã foi, durante muitos anos, o maior estádio do mundo. Pelo menos, era o que recebia os maiores públicos, embora que para isso estivesse superlotado. Inclusive, na final da Copa do Mundo de 1950, 199 mil pessoas entraram no Maracanã.

Ao longo do tempo, entretanto, a capacidade do estádio foi diminuindo. Basicamente, 2 grandes reformas foram feitas no estádio nesses mais de 70 anos. E as mudanças buscaram dar mais conforto ao torcedor.

Fifa admite que Maracanã ainda não tem lotação máxima garantida para final da Copa - ESPN

Em 2006, o Maracanã perdeu sua famosa geral, que era um espaço com pequenos degraus, onde os torcedores pagavam mais barato para assistir aos jogos em pé. Para a Copa do Mundo de 2014, foi feita uma ampla reforma, deixando todos os degraus em um único anel.

Assim, a capacidade do estádio diminuiu para 78 mil torcedores. Hoje em dia, o Maracanã não é mais o maior estádio de futebol do mundo. Mas continua sendo o maior e mais importante do Brasil.

Maracanaço: um trauma que dura 70 anos

O roteiro era simples: o Maracanã foi construído para ser o maior estádio do mundo, receber a final da Copa de 1950 e ver o Brasil conquistar em casa o 1º título mundial, mas as coisas não saíram como o previsto.

De fato, os jogos do Brasil na Copa de 1950 receberam excelentes públicos, quase todos acima de 100 mil pessoas. E a Seleção fez uma excelente Copa. Na 1ª fase, o Brasil venceu México (4×0) e Iugoslávia (2×0) e empatou com a Suíça (2×2).

Na fase final, o Brasil derrotou a Suécia por 7×0 e a Espanha por 6×1. Assim, bastava um empate no último jogo, contra o Uruguai, para ser campeão. Com isso, a confiança no título era tão grande que o público anunciado foi de 199.854 torcedores. Inclusive, esse é o maior público da história do futebol.

E o Brasil saiu na frente na final. Friaça abriu o placar para a Seleção aos 2 minutos do segundo tempo. Depois disso, aos 21 minutos, Schiaffino deixou tudo igual. Por fim, aos 34 do 2º tempo, Ghiggia fez o gol da virada do Uruguai.

O Uruguai conquistou o 2º e último título mundial, Ghiggia  se tornou um dos maiores carrascos da história do Brasil e aquela final ficou conhecida como Maracanaço. Vale ressaltar que os relatos da época apontam para um sentimento nacional de luto.

Há 71 anos, o Maracanaço acontecia ~ O Curioso do Futebol

Maracanã voltou à Copa do Mundo 64 anos depois

O Brasil sediou a Copa do Mundo pela 2ª vez em 2014, mais uma vez, o Maracanã foi o principal estádio do torneio. Outra vez, a seleção não conseguiu ganhar o título em casa. Mas desta vez o trauma não foi no Maracanã.

A Seleção foi eliminada na semifinal pela Alemanha por 7×1. Foi o pior vexame da história da Seleção Brasileira. Aquela partida, entretanto, foi disputada no Mineirão, em Belo Horizonte.

O estádio estava guardado para a Seleção Brasileira em uma eventual final. Assim, o Brasil atuou em Brasília, em São Paulo, em Fortaleza e em Belo Horizonte. Como não chegou à final, a Canarinha não jogou no Maracanã em 2014.

Estádio do Maracanã escreveu parte da história do futebol do Brasil

Alguns dos capítulos mais importantes da história do futebol brasileiro aconteceram no Maracanã. Um deles foi o milésimo gol de Pelé.

O Rei do Futebol marcou o seu gol de número 1.000 no dia 19 de novembro de 1969 durante um jogo contra o Vasco disputado no Maracanã. Aos 34 minutos do segundo tempo, ele converteu um pênalti sofrido por ele mesmo. Houve invasão de campo e ele foi carregado pela multidão.

Em 1976, o estádio viu a maior “invasão” de uma torcida adversária já registrada na história do país. Mais de 50 mil torcedores do Corinthians saíram de São Paulo para acompanhar o jogo válido pela semifinal do Campeonato Brasileiro daquele ano.

Diante de 146 mil pessoas, o Corinthians eliminou o Fluminense nos pênaltis após empate no tempo normal. O Internacional acabou sendo o campeão, batendo o Corinthians na final. Mas a invasão corintiana entrou para a história.

O Maracanã também viu, em 2016, o Brasil conquistar a primeira medalha de ouro olímpica da história. O estádio foi o escolhido para o jogo da final, disputado entre Brasil e Alemanha e a seleção verde e amarela derrotou os europeu nos pênaltis.

Brasil se junta a outros 18 campeões olímpicos no futebol; veja lista - Olimpíada no Rio | Folha

Estádio do Maracanã também recebeu shows históricos

Durante os seus 72 anos de vida, o Maracanã também foi palco de grandes shows. Em vários momentos de sua história, o estádio fez uma pequena pausa para receber craques da música de todo o mundo.

A história desses grandes shows começou em 1988. Naquele ano, mais de 180 mil pessoas foram ver de perto Tina Turner. A apresentação é considerada uma das mais importantes da carreira da artista.

Em 1990, Paul McCartney fez o 1º show de um ex-Beatle no Brasil. O Maracanã recebeu 184 mil pessoas, que é o maior público já recebido no estádio em shows musicais.

Um ano depois, o Maracanã recebeu outro grande evento da música: o 1º e único Rock in Rio realizado em um estádio de futebol. O show mais aguardado naquela edição foi o dos Guns N’ Roses. Em 1995, os Rolling Stones fizeram, no estádio, o 1º show da banda no Brasil. O público foi de mais de 140 mil.

Rock in Rio – Informações oficiais em tempo real. Novidades, line-up e muito mais.

Em 2006, foi a vez de uma artista brasileira entrar para a história do Maraca. Já em outra realidade, com o estádio com capacidade reduzida, Ivete Sangalo levou 60 mil pessoas para a gravação do seu DVD. Já em 2008, Madonna reuniu 70 mil pessoas para um show no estádio, após 15 anos sem se apresentar no país.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Futebol Internacional

Curtis “Toyz”, campeão do Worlds com a Taipei Assassins em 2012, foi preso acusado de tráfico de drogas no Taiwan

Série B

Um dos maiores campeonatos de eSports do mundo, no Warzone é palco de diversos casos de hackers, sendo um deles até o campeão

Futebol Internacional

A desenvolvedora do jogo Riot Games anunciou novas medidas de penalidades para jogadores AFK nas partidas de LoL

Futebol Internacional

Cotada como underdog, a EDG venceu a favorita DWG por 3-2 e faturou seu primeiro título mundial na final mais assistida da história