O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Athletico/PR

Atlético-MG bate de novo o Athletico Paranaense e conquista bi da Copa do Brasil

Keno, do Atlético-MG
Foto: Staff Images/Via Twitter da Copa do Brasil

Soberano no futebol nacional. O Atlético-MG fez um jogo que não teve nada de protocolar e bateu novamente o Athletico Paranaense pela Copa do Brasil. Na Arena da Baixada, 2 a 1 para o Alvinegro, com gols de Keno e Hulk. Jaderson descontou para o Furacão. Com um placar de 6 a 1 no agregado, o Galo é bicampeão do torneio e eterniza ainda mais o ano mágico que foi 2021 para o clube.

O jogo

O primeiro tempo começou pegado, com as duas equipes brigando bastante pela posse e, algumas vezes, protagonizaram lances mais ríspidos. Quando a bola começou a rolar para valer, o Athletico Paranaense foi criando mais chances e chegou a marcar com Pedro Rocha. Porém, o tento foi anulado pela arbitragem, devido a um toque na mão do atacante durante o domínio. Aos 24, em contragolpe, o Galo marcou com Keno, batendo rasteiro na saída de Santos. O Atlético-MG controlou melhor a reta final do primeiro tempo e o Furacão incomodou menos.

Na segunda etapa, o Athletico Paranaense tentou chegar novamente. Pressionou e arriscou em tentativas de fora da área com Fernando Canesis. Aos 10 minutos, mais um gol rubro-negro anulado, dessa vez de Vinícius Mingotti. O atacante recebeu o passe em condição irregular antes de marcar. O Alvinegro voltou a crescer na partida e fez mais um gol.

Aos 30 minutos, Hulk recebeu grande lançamento em profundidade, feito por Savarino. Ele saiu nas costas da defesa e, de cara com o goleiro Santos, tocou por cobertura para marcar um golaço. Os donos da casa ainda diminuíram o placar, aos 40, com o atacante Jaderson marcando de cabeça. Porém, não havia nada mais que o Furacão pudesse fazer. O título, com muitos méritos, ficou nas mãos do Atlético-MG.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Série B

Um dos maiores campeonatos de eSports do mundo, no Warzone é palco de diversos casos de hackers, sendo um deles até o campeão

Futebol Internacional

Curtis “Toyz”, campeão do Worlds com a Taipei Assassins em 2012, foi preso acusado de tráfico de drogas no Taiwan

Futebol Internacional

A desenvolvedora do jogo Riot Games anunciou novas medidas de penalidades para jogadores AFK nas partidas de LoL

Barcelona

Novo vínculo do maior jogador de todos os tempos com a T1 foi inspirado no retornou do astro a NBA em 1995