O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Bombando

Yaremchuk, do Benfica, marca na Liga dos Campeões e exibe camisa com símbolo nacional da Ucrânia

Yaremchuk, do Benfica, marca na Liga dos Campeões e exibe camisa com símbolo nacional da Ucrânia
Yaremchuk revelou que está com medo da atual situação. Foto: Reprodução/Twitter de Zorya Londonsk

Existe um discurso propagado por alguns de que futebol e política não se misturam, mas a quarta-feira de Champions League demonstrou mais uma vez que isso não é verdade. Ao fazer o gol de empate do Benfica contra o Ajax, em confronto válido pela Liga dos Campeões e que terminou 2 a 2, o atacante ucraniano Yaremchuk aproveitou a oportunidade para demonstrar apoio ao seu país em meio ao momento de tensão com a Rússia.

Ao marcar o segundo gol do Benfica no jogo, Yaremchuk tirou a camisa do clube português e exibiu outra com um símbolo nacional da Ucrânia. Após a partida, o jogador concedeu entrevista e revelou estar com medo do momento de tensão.

“Queria apoiar o meu país. Tenho pensado muito nisso e tenho medo dessa situação. Quero apoiar um pouco o meu país. O clube está me apoiando, falou comigo e quis fazer de tudo para me ajudar”, disse o jogador ucraniano.

Yaremchuk exibiu o símbolo nacional da Ucrânia, conhecido também como “tryzub”. É um tridente de identidade do país com a data do século I, porém um grupo paramilitar de extrema-direita, inclusive com o mesmo nome e fundada em 1933, fez apropriação do símbolo.

Tensão entre Ucrânia e Rússia

Nas últimas semanas, a partir de um movimento organizado por tropas da Rússia na fronteira com a Ucrânia, a tensão tomou conta. O presidente Vladimir Putin, inclusive, deixou o clima ainda mais tenso ao reconhecer na última terça-feira a independência de Donetsk e Lugansk, regiões separatistas ucranianas, e mandar tropas para esses locais.

Se de um lado a Rússia reconhece a independência de Donetsk e Lugansk, a Ucrânia, por sua vez, tem posição totalmente contrária, e pede aos russos que negocie para retirar as tropas das regiões.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Futebol Internacional

Curtis “Toyz”, campeão do Worlds com a Taipei Assassins em 2012, foi preso acusado de tráfico de drogas no Taiwan

Série B

Um dos maiores campeonatos de eSports do mundo, no Warzone é palco de diversos casos de hackers, sendo um deles até o campeão

Futebol Internacional

A desenvolvedora do jogo Riot Games anunciou novas medidas de penalidades para jogadores AFK nas partidas de LoL

Barcelona

Novo vínculo do maior jogador de todos os tempos com a T1 foi inspirado no retornou do astro a NBA em 1995