Bombando

Thomaz Bellucci se prepara para aposentadoria no Rio Open

Tenista de 35 anos venceu quatro títulos no circuito da ATP Um dos principais tenistas brasileiros dos últimos anos se […]

Tenista brasileiro Thomaz Bellucci em jogo no saibro

Adam Pretty/Getty Images/via ATP

Tenista de 35 anos venceu quatro títulos no circuito da ATP

Um dos principais tenistas brasileiros dos últimos anos se prepara para os últimos saques de sua carreira. Dono de quatro títulos no circuito da ATP, Thomaz Bellucci vai encerrar seus anos de tênis profissional na próxima semana, em frente à torcida brasileira no Rio Open.

A despedida

Thomaz Bellucci se consolidou como tenista mais vencedor entre os homens do Brasil desde Gustavo Kuerten e, agora, quase 13 anos após seu ápice no ranking da ATP, o atleta de 35 anos se despede das quadras. Assim, ele entra como convidado e disputa tanto a chave principal de simples, quanto a de duplas.

Os duplistas convidados para o Rio Open, inclusive, foram confirmados nesta quinta-feira (16), com Thomaz Bellucci jogando ao lado do cearense Thiago Monteiro, atual #76 do ranking e melhor brasileiro nas últimas temporadas do circuito. Além deles, Felipe Meligeni e Marcelo Demoliner também conseguiram convites para a chave principal.

Atualmente na posição #971 do ranking, Thomaz Bellucci já desacelerou a carreira nos últimos anos e vem participando de torneio pontuais no ATP Challenger, longe das grandes disputas. Ele não disputava o Rio Open desde 2019, quando chegou à final de duplas, com Rogério Dutra Silva. Aquela, inclusive, foi a sua única final de torneio acima de ATP 250 e a sua última final no circuito.

Ainda não há definição do sorteio das chaves do Rio Open, para conhecermos o caminho de Thomaz Bellucci nas últimas partidas da carreira, mas como os primeiros eventos já começam na segunda-feira (20), o sorteio acontecerá em breve. Os primeiros cabeças de chave são Carlos Alcaraz (#2), Cameron Norrie (#12), Lorenzo Musetti (#20) e Francisco Cerundolo (#30).

A carreira de Thomaz Bellucci

O canhoto deu seus primeiros passos no circuito profissional em 2005 e, assim, se passaram 18 anos jogando nas quadras do mundo todo. Ao todo, foram 417 jogos de simples, com 200 vitórias e quatro títulos no circuit0: Aberto da Suíça 2009 e 2012, Aberto do Chile 2010 e Aberto de Genebra 2015.

Todos esses títulos foram em eventos ATP 250 no saibro, quadra que era especialidade do paulista. Ele também disputou outras quatro finais no circuito, incluindo o Aberto do Brasil de 2009. Seu melhor ranking veio em julho de 2010, como #21, pouco depois de chegar à quarta fase do Torneio de Roland Garros, sua melhor participação em Grand Slam no simples.

Na carreira como duplista, Thomaz Bellucci teve 63 vitórias em 146 jogos, com um título no Aberto de Stuttgart de 2013 ao lado do argentino Facundo Bagnis. Nas duplas mistas, ele também chegou a uma semifinal de Grand Slam, no Torneio de Roland Garros de 2011.

Ao longo da carreira, o brasileiro somou US$ 5,368,927 em premiações e representou o Brasil em 11 edições da Copa Davis, entre 2007 e 2017, além dos Jogos Olímpicos de 2008, 2012 e 2016. Na Rio-2016, inclusive, ele chegou às quartas de final no torneio de simples.

Ele também conseguiu seis vitórias contra tenistas do top-10 do Ranking da ATP, superando nomes como Andy Murray, #4 em 2011, e Davi Ferrer, #6 em 2012. Mas o jogo mais marcante veio em 2016, quando ele aplicou um pneu sobre Novak Djokovic, aplicando 6-0 no primeiro set, mas levou a virada no jogo das oitavas de final do Aberto de Roma.

Tenista brasileiro Thomaz Bellucci
Getty Images/via ATP
COMPARTILHE

Bombando em Bombando

1

Bombando

F1: equipes iniciam pré-temporada com testes no Bahrein

2

Bombando

NBA: LeBron James revela que aposentadoria “está chegando”

3

Bombando

F1 e FIA se posicionam sobre caso Horner, chefe da RBR investigado por ‘conduta imprópria’

4

Bombando

Liga das Nações de Vôlei terá 18 seleções a partir de 2025

5

Bombando

Atleta paralímpico paraibano entra para Livro dos Recordes com marca nos 100m rasos