Bombando

Pan-Americano: Vitórias no boxe e badminton garantem medalhas para o Brasil

Sem decisão de 3º lugar, vaga na semi já garante medalha O Brasil já ganhou 24 medalhas nos Jogos Pan-Americanos de […]

Pugilista Keno Marley no Mundial de Boxe 2023

Divulgação/COB

Sem decisão de 3º lugar, vaga na semi já garante medalha

O Brasil já ganhou 24 medalhas nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, mas esse número, na prática, já é de 26. Nesta segunda-feira (26), o país garantiu suas primeiras vagas nas semifinais de boxe e badminton, o que já garante pódio brasileiro nas disputas, com Keno Marley e Davi Silva/Sânia Lima.

O boxe no Pan-Americano

Depois de 10 lutas, o Brasil soma nove vitórias no boxe pan-americano. Nesta segunda, foi a vez do baiano Keno Marley fazer sua estreia, já na fase de quartas de final. Ele enfrentou o colombiano Marlon Hurtado e conseguiu uma vitória unânime para chegar à semifinal.

Agora, ele volta ao ringue na quinta (26) e pode garantir a vaga na final, mas já terá o bronze garantido, uma vez que não há disputa pelo 3º lugar no boxe. E mais dois pugilistas brasileiros também querem o pódio ainda nesta segunda, com lutas entre o paulista Luiz “Bolinha” Oliveira e o uruguaio Lucas Garcia, às 18h; e entre o baiano Wanderley Pereira e o dominincano Cristian Pinales, às 18h45.

Além deles, o Brasil ainda tem mais um compromisso nos ringues pan-americanos nesta tarde de segunda-feira, com a paulista Jucielen Romeu enfrentando a argentina Milagros Herrera. O confronto vale ainda pelas oitavas de final, a partir das 17h30.

Boxe: Pugilista Luiz Oliveira comemora vitória no Pan-Americano
Bolinha venceu na estreia e pode garantir pódio nesta segunda – Miriam Jeske/COB

O badminton no Pan-Americano

Mas a certeza de medalha não vem só do boxe. O badminton brasileiro começou o dia com um resultado negativo, na derrota do atual campeão pan-americano Ygor Coelho, nas quartas de final, para o mexicano Luis Ramon Garrido. Mas a redenção veio rápido, nas duplas mistas.

Já estreando nas quartas de final, o carioca Davi Silva e a piauiense Sânia Lima venceram a dupla mexicana Luiz Montoya e Miriam Rodriguez. No badminton, assim como no boxe, não há decisão de 3º lugar e a vaga brasileira na semifinal já é certeza de medalha no peito.

Mas também dá para ir além. No restante de segunda-feira, o Brasil terá mais três jogos valendo vaga na semifinal. Nas duplas masculinas, Davi Silva e o piauiense Fabrício Farias jogam às 17h contra os estadunidenses Joshua Yuan e Vinson Chiu. Depois, às 17h40, Sânia Lima e a também piauiense Juliana Vieira enfrentam as canadenses Wen Yu Zhang e Eliana Zhang. Por fim, às 19h, Jonathan de Souza joga pelo pódio individual masculino contra o canadense Brian Yang.

Sânia Lima e Davi Silva em jogo do badminton nos Jogos Sul-Americanos Assunção 2022
Sânia Lima e Davi Silva já garantiram pódio no Pan-Americano Santiago 2023 – Miriam Jeske/COB

Mais notícias e informações quentinhas sobre o Pan-Americano e outros esportes você vê no Jogo Hoje

COMPARTILHE

Bombando em Bombando

1

Bombando

F1: na Ferrari a partir de 2025, Lewis Hamilton quer repetir trabalho de diversidade feito na Mercedes

2

Bombando

Tênis: João Fonseca vence chileno, avança às quartas e faz história no Rio Open

3

Bombando

F1: equipes iniciam pré-temporada com testes no Bahrein

4

Bombando

NBA: LeBron James revela que aposentadoria “está chegando”

5

Bombando

F1 e FIA se posicionam sobre caso Horner, chefe da RBR investigado por ‘conduta imprópria’