O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Bombando

Mundial de Judô: Brasil fecha em 2º no quadro de medalhas

Judocas Rafael Silva e Daniel Cargnin
Lara Monsores/CBJ

Rafaela Silva e Mayra Aguiar foram campeãs mundiais

O Mundial de Judô terminou nesta quinta-feira, no Uzbequistão, e o Brasil teve muitos motivos para comemorar ao longo da campanha. Pela 1ª vez na história da disputa, o país fechou o quadro de medalhas na 2ª colocação.

O Brasil no Mundial de Judô

Ao todo, foram quatro medalhas para o Brasil. Rafaela Silva (-57kg) e Mayra Aguiar (-78kg) levaram o ouro, Beatriz Souza (+78kg) ficou com a prata e Daniel Cargnin (-73kg) ganhou um bronze. À frente do Brasil, apenas o Japão, país criador desse esporte, com seis ouros, quatro pratas e três bronzes.

Além disso, o Brasil ainda conseguiu outra marca interessante, sendo o 2º país com mais vitórias nas disputas individuais. Em número levantado pelo jornalista Guilherme Costa, foram 71 triunfos para o Japão, 31 para o Brasil e 28 para a Geórgia, em uma lista que segue com França (26), Coreia do Sul e Israel (25) e Mongólia (24).

De quebra, uma brasileira ainda conquistou uma importante marca individual após a participação dourada no Mundial de Judô. Tricampeã mundial em sua categoria, Mayra Aguiar subiu cinco posições e assumiu a liderança do ranking, com 5.220 pontos, contra 5.173 da alemã Anna-Maria Wagner.

Mas…

Ainda assim, a campanha deixou alguns gostos amargos para os brasileiros. Nomes conhecidos como Larissa Pimenta, Ketleyn Quadros, Maria Portela, Rafael Buzacarini e Rafael Silva (Baby) tiveram eliminações precoces e não conseguiram garantir a medalha.

Além disso, o Brasil também chegou ao Mundial de Judô com grande expectativa para a disputa por equipes. Mas a eliminação veio logo no 1º confronto, contra a Coreia do Sul. O Brasil teve derrotas com a campeã mundial Rafaela Silva (-57kg), Rafael Macedo (-90kg) e Beatriz Souza (+70kg) e vitórias com o medalhista olímpico e mundial Daniel Cargnin (-73kg), Maria Portela (-70kg) e Rafael Silva (+90kg).

Assim, a definição ficou para a luta de desempate sorteada para a categoria -7okg feminina. Mas Maria Portela não conseguiu repetir a vitória e o Brasil acabou eliminado já na 1ª luta. A disputa por equipes, toda realizada nesta quinta-feira, terminou com ouro para o Japão, prata para a França e bronze para Alemanha e Israel.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Mercado

Atacante de 33 anos estava no futebol chinês O atacante Henrique Dourado tem um novo clube para a sequência da sua carreira. Nesta terça-feira, o...

Flamengo

Treinador argentino evita falar em reforços e garante foco em recuperar time na La Liga e Champions League O técnico Jorge Sampaoli tem o...

Mercado

Peruano terá 1ª experiência no país O dia está agitado para o Racing Club. Depois de garantir o título da 1ª edição da Supercopa da...

Futebol

Último clube do treinador foi o Atlético-GO, em 2020 Após três anos longe da área técnica, o treinador Cristóvão Borges está de volta ao futebol....