Automobilismo

Stock Car: Gabriel Casagrande garante bicampeonato após fortes emoções em Interlagos

Gabriel Casagrande já tinha sido campeão em 2021 A Stock Car Pro Series tem um novo bicampeão. Neste domingo (17), a […]

Gabriel Casagrande com troféu maior da Stock Car 2023

Marcos Torquato/Stock Car

Gabriel Casagrande já tinha sido campeão em 2021

Stock Car Pro Series tem um novo bicampeão. Neste domingo (17), a temporada chegou ao fim com duas corridas em Interlagos e Gabriel Casagrande, que já liderava o campeonato com alguma folga, garantiu o 2º título apenas dois anos depois de se tornar campeão pela 1ª vez. Mas não foi tão fácil quanto esperado: o título veio no detalhe.

O pódio da 1ª corrida foi 100% paranaense, com Ricardo Zonta, Júlio Campos e Gabriel Casagrande. O campeão tinha perdido a 3ª posição para Rafael Suzuki, mas recuperou no fim da prova, garantindo o pódio. Na 2ª corrida – a última do ano -, Gabriel despencou logo no início da prova e deixou Daniel Serra com boas chances, mas o tricampeão precisava da vitória para o tetra e parou em 12º. O pódio teve Felipe Massa, Marcos Gomes e Rubens Barrichello.

As corridas em Interlagos

Gabriel Casagrande largou bem e conseguiu ultrapassar Rafael Suzuki ainda na 1ª volta, para assumir a vice-liderança da corrida. Mas quem surpreendeu foi Felipe Fraga, que largou em 28º, mas logo disparou e subiu para 18º na 2ª volta. Mas a briga pelo título ainda era distante para o tocantinense, que precisava tirar 33 pontos nas duas corridas para vencer Casagrande.

A reação de Fraga parou por aí e ele despencou no grid, enquanto Rubens Barrichello, que também largou muito para trás, foi outro que não conseguiu reagir e viu as chance de título irem embora. Na parte da frente, Daniel Serra ganhou posições e subiu de 8º para 5º antes da metade da corrida. Isso seria o suficiente para empurrar a definição do título para a 2ª corrida, mas sua desvantagem aumentaria.

E o jogo de estratégias começou aos 13 minutos de prova, quando o próprio Gabriel Casagrande abriu a janela de boxes e, claro, despencou para o fim do grid.  Também postulante ao título, Thiago Camilo parou duas voltas depois, enquanto o líder Ricardo Zonta parou na volta seguinte, junto a Daniel Serra. Com o pneu mais aquecido, Casagrande buscou a ultrapassagem e assumiu a liderança.

Nos 10 minutos finais, todos os olhos estavam em Gabriel Casagrande. O paranaense liderava entre os pilotos que tinham parado e era perseguido por uma série de postulantes ao título. Em uma corrida com muita disputa em pista, Ricardo Zonta, Júlio Campos e Rafael Suzuki conseguiram a ultrapassagem sobre Casagrande, que caiu para a 4ª colocação, passando Suzuki de volta no fim.

Chegando no pódio e vendo Daniel Serra terminar em 5º, Casagrande não conseguiu o título ainda na 1ª corrida, mas encaminhou bastante, já que abriu 21 pontos sobre Serra, restando apenas uma prova que valeria 24 pontos. Assim, bastava terminar em 18º para confirmar o título. Com o grid invertido, ele largou em 8º, duas posições atrás de Serra, que era o único que poderia tirar seu título.

E se era improvável que Casagrande perdesse o título, isso mudou logo no início da corrida final, quando ele despencou. Ao fim da 1ª volta, ele era 16º. Ao fim da 2º, ele era 20º. Na 3ª, 23º, já fora da zona de pontuação. Assim, a definição do título ficaria para o desempenho de Daniel Serra, que precisava vencer a corrida para ter alguma chance.

O paulista largou em 6º e tentou recuperar posições, mas acabou preso por muito tempo atrás de Bruno Baptista, sem conseguir buscar mais que um 12º lugar, muito atrapalhado por um safety cara no fim. Melhor para Felipe Massa, que ganhou sua 2ª (e seguida) na categoria, seguido por Júlio Campos e Rubens Barrichello.

Melhor ainda para Gabriel Casagrande, que garantiu o bicampeonato. Ele cruzou a linha apenas na 21ª colocação, sem pontuar na despedida da temporada.

Gabriel Casagrande posa ao lado de carro da Stock Car em 2023
Rodrigo Guimarães/Stock Car

A temporada 2023 da Stock Car

Gabriel Casagrande já chegou líder nessa última etapa. Eram 16 pontos a mais que Daniel Serra. E a folga aumentou depois da classificação do sábado, não pela pontuação em si, mas por garanti o 3º lugar no grid de largada, bem à frente dos seus principais adversários: Daniel Serra (8º) e Felipe Fraga (26º). Além desses três, também chegaram a Interlagos com chance de título: Rafael Suzuki, Thiago Camilo, Rubens Barrichello e Ricardo Zonta.

A campanha do bicampeonato de Gabriel Casagrande foi construída em uma campanha de três vitórias, sete pódios, duas pole positions, duas voltas mais rápidas e três votações de melhor piloto ao longo das 12 etapas e 24 corridas da temporada 2023. Ao todo, o curitibano somou 308 pontos.

Carro de Gabriel Casagrande, da Stock Car, no Circuito de Interlagos
Duda Bairros/Stock Car

Mais notícias e informações quentinhas sobre esportes você vê no Jogo Hoje

COMPARTILHE

Bombando em Automobilismo

1

Automobilismo

F1: na Ferrari a partir de 2025, Lewis Hamilton quer repetir trabalho de diversidade feito na Mercedes

2

Automobilismo

F1: equipes iniciam pré-temporada com testes no Bahrein

3

Automobilismo

F1 e FIA se posicionam sobre caso Horner, chefe da RBR investigado por ‘conduta imprópria’

4

Automobilismo

F1: acertado com a Ferrari para 2025, Lewis Hamilton destaca motivação em temporada de despedida na Mercedes

5

Automobilismo

F1: Alex Albon fica na Williams para 2025, garante chefe de equipe