O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Bombando

Cruzeiro controla Minas e é pentacampeão da Supercopa de Vôlei

Time do Sada Cruzeiro comemorando título da Supercopa de Vôlei
Divulgação/Sada

Raposa não ficou atrás do placar em nenhum set

Sada Cruzeiro é pentacampeão da Supercopa do Brasil de Vôlei Masculino. Enfrentando o Itambé Minas no Recife, a Raposa controlou o jogo do início ao fim e viu o seu elenco estrelado garantir mais uma taça. Os cruzeirenses fecharam o jogo em 3-0, com parciais de 25-19, 25-14 e 25-18.

Em quadra, o Minas basicamente não se encontrou ao longo do jogo. Com problemas em todos os fundamentos do jogo, os minatesnistas viram o Sada se aproveitar bem das falhas e buscar a taça nos braços de Wallace, Lucão e Rodriguinho. O 1º, inclusive, foi escolhido como o melhor do jogo.

O jogo

O Cruzeiro já largou bem no 1º set, abriu 7-3 sem grandes dificuldades e seguiu administrando a vantagem. Aos poucos, o Sada foi conseguindo ampliar a margem e nenhuma reação do Minas conseguiu levar o prejuízo abaixo dos dois pontos. Assim, o Sada engatou uma boa sequência na reta final, a partir de erros de saque minastenistas e fechou o set em 25-19.

E a história se repetiu na 2ª parte do jogo. Logo no início, o Cruzeiro assumiu as rédeas sobre um desencaixado Minas e colocou um sono 10-4 no placar. Com a margem no placar, os atuais campeões do mundo conseguiram mais um vez fazer um jogo administrando o placar e aproveitando bem os erros adversários. Assim, mais um set folgado que o Sada fechou em 25-14.

Precisando da vitória para manter o jogo vivo, o Minas conseguiu entrar mais competitivo no 3º set. Assim, o 7-7 foi o 1º momento no jogo em que os minastenistas conseguiram empatar o jogo e seguir ponto a ponto. E isso seguiu até o 13-13, mas o Sada Cruzeiro voltou a deslanchar na reta final do set e logo abriu 20-15. Assim, era questão de tempo para fechar em 25-18, com uma bola de 2ª de Lucão sendo a bola do título.

A Supercopa é do Cruzeiro

A competição abre a temporada de clubes no voleibol brasileiro. Em jogo único, os vencedores da Copa do Brasil (Minas) e da Superliga (Cruzeiro) fizeram essa finalíssima que terminou com o título do Cruzeiro – mais uma vez.

Assim, o Cruzeiro segue como maior campeão do torneio. Mas agora já são cinco títulos. Antes desse penta, Raposa já tinha vencido a disputa em 2015, 2016, 2017 e 2021. Além disso, o Taubaté é bicampeão e o Sesi-SP tem um título da Supercopa.

Em sua 1ª final de Supercopa, o Minas ficou com o vice. E essa já é a quarta derrota do Minas em decisões para o Cruzeiro em menos de um ano. O time de Felipe Ferraz superou o de Nery Tambeiro nas últimas edições do Mineiro, do Sul-Americano e da Superliga.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Mercado

Atacante de 33 anos estava no futebol chinês O atacante Henrique Dourado tem um novo clube para a sequência da sua carreira. Nesta terça-feira, o...

Flamengo

Treinador argentino evita falar em reforços e garante foco em recuperar time na La Liga e Champions League O técnico Jorge Sampaoli tem o...

Mercado

Peruano terá 1ª experiência no país O dia está agitado para o Racing Club. Depois de garantir o título da 1ª edição da Supercopa da...

Futebol

Último clube do treinador foi o Atlético-GO, em 2020 Após três anos longe da área técnica, o treinador Cristóvão Borges está de volta ao futebol....