O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Basquete

NBA: Armador do Brooklyn Nets aponta que perdeu US$ 100 milhões por não se vacinar

Kyrie Irving - NBA - Brooklyn Nets
Foto: Divulgação/NBA

Kyrie Irving apontou que decisão contribuiu para que franquia da NBA não propusesse uma renovação de quatro anos no seu contrato

A pré-temporada da NBA ainda nem começou, mas já tem a sua primeira polêmica. O armador do Brooklyn Nets, Kyrie Irving afirmou que perdeu uma renovação de contrato avaliada em US$ 100 milhões por quatro anos. O motivo da desistência da franquia seria a decisão do atleta de não se vacinar contra a Covid-19.

Essa atitude do armador impactou diretamente no ano passado. Na época, o governo de Nova York proibia jogadores sem passaporte vacinal de atuar nas quadras do estado. Assim, o o jogador acabou ficando suspenso pela franquia em boa parte da fase regular da temporada. Dessa forma, com uma limitação clara em seu tempo de jogo, o camisa 11 acabou tendo as negociações para a sua renovação de contrato suspensas.

“Desisti de quatro anos, cento e poucos milhões de dólares ao decidir não me vacinar. Essa foi minha escolha. Tiver que lidar com isso. Ser vacinado ou não, ter contrato ou não. Houve uma nível de incerteza sobre o meu futuro, até mesmo se continuaria na liga ou no time. Vivi uma circunstância da vida real: perder meu emprego por esta decisão”, explicou o atleta.

Agora, Kyrie poderá se tornar agente livre na liga ao final da atual temporada, no meio de 2023. Conversando pela renovação desde 2021, Kyrie apontou que se sentiu pressionado pela franquia e pela alta cúpula da NBA para que fosse vacinado.

“Nós deveríamos ter tudo planejado (renovação de contrato) antes do período de treinos no ano passado. E isso simplesmente não aconteceu por causa do meu status de não vacinado. Então, eu entendi o ponto deles e tive que viver com isso. Foi uma pílula difícil de engolir, honestamente. Senti que fui forçado a um ultimato de ter ou não um contrato, se posso ou não estar na equipe (com base) se fui ou não vacinado. É como se eles quisessem me obrigar a tomar essa decisão”, finalizou o camisa 11.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Mercado

Atacante de 33 anos estava no futebol chinês O atacante Henrique Dourado tem um novo clube para a sequência da sua carreira. Nesta terça-feira, o...

Flamengo

Treinador argentino evita falar em reforços e garante foco em recuperar time na La Liga e Champions League O técnico Jorge Sampaoli tem o...

Mercado

Peruano terá 1ª experiência no país O dia está agitado para o Racing Club. Depois de garantir o título da 1ª edição da Supercopa da...

Futebol

Último clube do treinador foi o Atlético-GO, em 2020 Após três anos longe da área técnica, o treinador Cristóvão Borges está de volta ao futebol....