O que você está procurando?

  • América-MG
  • Athletico-PR
  • Atlético-GO
  • Atlético-MG
  • Avaí
  • Botafogo
  • Ceará
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Cuiabá
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Internacional
  • Juventude
  • Palmeiras
  • Red Bull Bragantino
  • Santos
  • São Paulo
  • Bahia
  • Brusque
  • Chapecoense
  • CRB
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • CSA
  • Grêmio
  • Guarani
  • Ituano
  • Londrina
  • Náutico
  • Novorizontino
  • Operário Ferroviário
  • Ponte Preta
  • Sampaio Corrêa
  • Sport
  • Tombense
  • Vasco
  • Vila Nova

Basquete

Em jogo épico, Brasil é derrotado pela Argentina e fica com vice na AmeriCup

Brasil foi derrotado pela Argentina na final da AmeriCup
Foto: Divulgação/Fiba

Argentinos conquistam terceiro título da AmeriCup em 21 anos; Brasileiros foram vice-campeões em todas as taças albicelestes

O retorno da AmeriCup a terras brasileiras depois de 38 anos não teve seu final apoteótico por uma bola. Em jogo emocionante, o Brasil chegou a perder por 15 pontos, se recuperou, empatou o jogo e viu, em um arremesso que acertou o aro, a vitória esperada a 13 anos escorrer entre os dedos.

Assim, com o placar definido em 75 a 73 para os hermanos, os brasileiros chegam ao terceiro vice da competição (2001, 2011 e 2022), enquanto os argentinos conquistam sua terceira taça, a primeira jogando fora de casa.

O jogo

Empurrada por um Geraldão lotado, a Seleção Brasileira não entrou bem no jogo diante dos argentinos. Dando muito espaço na marcação de perímetro e com pouca produtividade ofensiva, em cinco minutos, os donos da casa já perdiam por 14 a 4.

No tempo restante do primeiro quarto, os brasileiros até melhoraram a sua pontuação, contudo, viram os portenhos acertarem 6 bolas de três em 12 tentadas, o que lhes deu a liderança por 14 a 26.

No segundo período, o Brasil começou sua remada em busca da reabilitação no jogo. Com Benite saindo do banco de reservas para dar volume ofensivo, a seleção cortou a vantagem, com uma vitória parcial por 24 a 22.

Na volta para o intervalo, o time brasileiro voltou diferente. Assim, com a defesa de garrafão fortalecida com a entrada de Augusto Dias e uma melhora no aproveitamento do perímetro, o Brasil voltou ao jogo. E, por consequência, a torcida veio junto.

O último quarto foi marcado pela baixa pontuação e o nervosismo. Avançando cada vez mais no placar, os brasileiros deixaram os argentinos acuados com o apoio das arquibancadas do Geraldão. Faltando dois minutos para o fim da partida, o Brasil, finalmente, voltou à liderança do placar, por 71 a 70.

Porém, em uma sequência de erros ofensivos, viu a Argentina retomar a dianteira e chegar no momento da última posse de bola vencendo por 75 a 73. Assim, na última jogada, o Brasil partiu para a bola de três com Lucas Dias, que acertou o aro. No rebote, os brasileiros reclamaram de falta em Marcelinho Huertas, que não foi marcada pelo juiz.

Portanto, sem tempo para mais nada, o brasileiros viram os hermanos comemorarem seu primeiro título fora de casa no tablado do Geraldão.

Destaques da partida

Nome da seleção argentina na competição, o ala Gabriel Deck foi, novamente, o cestinha do jogo. O camisa 14 marcou 20 pontos e ainda contribuiu com 8 rebotes para a vitória albiceleste. Além dele, os armadores Nicolás Laprovittola e Facundo Campazzo ainda combinaram para mais 28 pontos com mais 9 das 12 assistências da equipe.

Gabriel Deck - Argentina - campeã da AmeriCup

Gabriel Deck foi o principal pontuador da Argentina ao longo da AmeriCup 2022 – Foto: Divulgação/FIBA

Do lado dos donos da casa, a grande atuação em quadra foi do ala-armador Vítor Benite. Acionado do banco de reservas, o experiente camisa 8 marcou 18 pontos em 24 minutos jogados. Também mercem menção aos armadores Marcelinho Huertas e Yago Mateus, que combinaram para 22 pontos.

Escrita mantida na AmeriCup

Assim, a Argentina se igualou a Porto Rico no 3º lugar entre os maiores vencedores da AmeriCup. Ficam à frente apenas o heptacampeão Estados Unidos e o Brasil, que tem quatro taças.

Entretanto, a conquista argentina dá sequência a uma escrita na história da competição, pois sempre que os hermanos venceram a Copa América de Basquete, o Brasil foi o vice-campeão. Portanto, as três vezes que os brasileiros receberam a medalha de prata, viram os albicelestes no lugar mais alto do pódio.

Argentina - AmeriCup

Argentinos conquistaram terceira taça batendo Brasil na final – Foto: Divulgação/FIBA

Dessa forma, no confronto direto, em finais, os portenhos aumentaram ainda mais sua vantagem. A única vitória brasileira aconteceu em Santo Domingo, em 2005, quando o Brasil venceu a partida por 100 a 88.

Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Futebol Internacional

Curtis “Toyz”, campeão do Worlds com a Taipei Assassins em 2012, foi preso acusado de tráfico de drogas no Taiwan

Série B

Um dos maiores campeonatos de eSports do mundo, no Warzone é palco de diversos casos de hackers, sendo um deles até o campeão

Futebol Internacional

A desenvolvedora do jogo Riot Games anunciou novas medidas de penalidades para jogadores AFK nas partidas de LoL

Barcelona

Novo vínculo do maior jogador de todos os tempos com a T1 foi inspirado no retornou do astro a NBA em 1995